Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Minutos preciosos

Tempo gasto para troca de roupa gera caso na Justiça

Um empregado deve ser pago pelo tempo gasto para a troca de seu uniforme de trabalho. O entendimento foi da Quinta Turma do Tribunal Superior do Trabalho, ao negar recurso de revista interposto pela Philip Morris Brasil S/A. O caso se deve a um trabalhador paranaense que gastava 15 minutos diários para vestir o uniforme antes de bater o cartão.

A empresa questionou no TST decisão anterior do Tribunal Regional do Trabalho do Paraná (TRT-PR) que assegurou a um ex-funcionário o pagamento desses minutos.

A empresa alegava a ilegalidade da condenação trabalhista sob o argumento de que era possível a utilização do uniforme fora do local de trabalho e de que a anotação do cartão de ponto após a troca de uniforme era opcional.

O juiz convocado João Carlos Ribeiro de Souza argumentou: "Tendo em vista a empresa fornecer e exigir o uso do uniforme. O tempo destinado para a troca de roupa do empregado é considerado à disposição do empregador, pois está o trabalhador cumprindo ordens".

RR 716770/00

Revista Consultor Jurídico, 15 de janeiro de 2004, 10h47

Comentários de leitores

8 comentários

Como julgar o trabalhador sem conhecer seus mot...

Turibio Santos ()

Como julgar o trabalhador sem conhecer seus motivos?

É um absurdo contar o tempo de troca de roupa c...

Cesarfleming Batalha da Silveira ()

É um absurdo contar o tempo de troca de roupa como trabalhado.Levar quinze minutos é muito tempo.Será que o referido trabalhador sofre de algum disturbio mental??? Levar todo este tempo, é realmente uma piada de mau gosto.

Na mensagem abaixo, onde esta escrito "gostaria...

Benedito Tavares da Silva ()

Na mensagem abaixo, onde esta escrito "gostariam", leiam "gostaria". Ao substituir parte da frase, não corrigi a concordância. É a pressa!

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 23/01/2004.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.