Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Política de segurança

Sigilo bancário não é responsável por evasão de capital, diz suíço

Por 

"O sigilo bancário não pode ser responsabilizado pela evasão de capital dos países de terceiro mundo". A afirmação foi feita, nesta quarta-feira (25/2), por Urs Roth, diretor da Associação dos Bancos Suíços. Para o diretor, muitos dos problemas dos países em desenvolvimento são "obras próprias". E isso acontece por falta de, por exemplo, uma adequada política de segurança.

Roth disse ainda que a Suíça é um dos lugares onde os bancos oferecem boas ofertas de serviços e as medidas necessárias de segurança aos seus clientes. Daí, a procura pelos seus serviços.

As afirmações foram feitas durante conferência de imprensa, na qual a associação apresentou pesquisa que mostra que 75% da população suíça aprova o sigilo bancário. No ano passado, a mesma questão tinha 80% de aprovação dos entrevistados.

Segundo o presidente da entidade, Pierre Mirabaud, a questão do sigilo bancário não deve se alterar tão cedo. "Nos próximos cinco anos eu não conto com nenhuma mudança substancial nesse sentido", disse.

A pesquisa foi feita com 1.002 pessoas entre os meses de dezembro de 2003 e janeiro de 2004.

 é chefe de redação da revista Consultor Jurídico.

Revista Consultor Jurídico, 25 de fevereiro de 2004, 16h10

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 04/03/2004.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.