Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

União ecológica

Militantes do velho continente criam o Partido Verde Europeu

Terminou no domingo (22/2) o congresso entre militantes ecologistas de toda a Europa. O evento, que durou três dias, foi realizado em Roma, capital italiana.

Do encontro, uma novidade: a criação do Partido Verde Europeu (The European Green Party). O novo partido nasce com o objetivo de somar forças entre os ecologistas do velho continente para as eleições do Parlamento Europeu, que serão realizadas entre 12 e 13 de junho.

A expansão da União Européia (UE) com dez novos países-membros, a partir de maio, também pesou na decisão de criar um partido ecologista supra-europeu.

"Os movimentos ecologistas ainda estão fracos nos futuros países-membros da UE e, por isso, o risco é grande de que eles venham a perder votos nas eleições para o Parlamento", afirmou Ueli Leuenberger, vice-presidente do Partido Verde Suíço.

O Partido Verde determinou cinco temas prioritários em sua criação: proteção ambiental, engajamento social, desenvolvimento da democracia, reforço da política de paz e o engajamento por uma globalização mais justa.

"A Europa econômica já está funcionando. Agora queremos construir a Europa política e ecologista", disse Leuenberger. Para os auto-proclamados "verdes", o essencial é de criar um pensamento europeu. "Hoje em dia todos os partidos ecologistas são favoráveis à União Européia", constata o líder do Partido Verde Suíço.

Essa mudança de posição inclui, sobretudo, os "verdes suíços", que durante muitos anos se opuseram à União Européia. Atualmente eles defendem abertamente a adesão. (Swissinfo)

Revista Consultor Jurídico, 23 de fevereiro de 2004, 17h07

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 02/03/2004.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.