Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Pedido negado

Acusados de tentar matar PMs não conseguem liberdade

O juiz sumariante do I Tribunal do Júri de Belo Horizonte, Nelson Missias de Morais, determinou que quatro acusados de tentativa de homicídio contra policiais militares sejam levados a júri popular. Ele negou aos acusados o direito de aguardarem o julgamento do júri popular em liberdade.

Em outubro de 2003, os acusados trocaram tiros contra três policiais. Conforme informações de testemunhas, os acusados são pessoas extremamente perigosas e espalham terror na região.

O juiz salientou que "os acusados praticaram, em tese, tentativas de homicídio contra policiais militares, com emprego de armamento de fogo pesado, transformando uma comunidade onde residem pessoas humildes e trabalhadeiras numa praça de guerra". E concluiu que os acusados, soltos, comprometem a ordem pública, pois possuem envolvimentos em diversos delitos. (TJ-MG)

Revista Consultor Jurídico, 17 de fevereiro de 2004, 19h03

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 25/02/2004.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.