Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Hora de explicar

Justiça Militar interroga policiais acusados de extorquir menor

Cinco policiais militares do 22° Batalhão foram interrogados pelo juiz Alexandre Abrahão Dias Teixeira, da auditoria militar do Rio de Janeiro, na quinta-feira (12/2). Os policiais são acusados de terem extorquido R$ 1.150 de uma menor de 15 anos.

O primeiro a depor foi o 2º sargento PM Jorge Iglesias Cão. O policial explicou que a abordagem foi feita porque o veículo saiu de uma área crítica, mas foi liberado após a revista. Cão também contou que após a revista do táxi, a vítima pegou R$ 50 e lhe deu para que pagasse ao motorista. Segundo ele, era o seu primeiro dia de serviço com a guarnição e que não foi feita nenhuma comunicação do fato à Maré Zero porque naquela área é comum haver disparos de armas de fogo.

Em seguida, o juiz ouviu os depoimentos dos soldados PM Sérgio de Barros Amorim, Jorge Cosmo dos Santos, Emílio Dias Pavão Neto e Marcelo da Silva Sartori que também negaram serem verdadeiras as acusações. Os policiais disseram que não sabem o "por quê" da denúncia. Eles disseram que a denúncia é obra de traficantes da área.

Segundo a menor, os policiais teriam levado R$ 1.150 que estavam em seu poder e depois foram com ela pegar mais R$ 800 em Copacabana. O caso foi registrado na 21ª DP. A prisão preventiva dos cinco policiais militares foi decretada este mês. (TJ-RJ)

Revista Consultor Jurídico, 13 de fevereiro de 2004, 11h43

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 21/02/2004.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.