Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Tese rejeitada

TJ-PR nega liberdade para ex-prefeito "triste e medroso"

O ex-prefeito de Rio Branco do Sul (PR), Bento Ilceu Chimelli, teve negado dois pedidos de habeas corpus impetrados em duas Câmaras Criminais do Tribunal de Justiça do Paraná. A defesa pediu a revogação do decreto de prisão preventiva ou a concessão de prisão domiciliar. Não conseguiu. Ainda cabe recurso.

Chimelli está foragido desde a decretação da prisão e perdeu o mandato pelo abandono do cargo. Sua defesa alegou que problemas graves de saúde o impedem de apresentar-se ao laudo do Instituto de Geriatria. Pediu "um gesto de solidariedade dos magistrados" em nome da dignidade da pessoa humana que é "vítima do folclore". A defesa afirmou, ainda, que ele é apenas "um velho triste e medroso". Também culpou a imprensa pela situação atual do ex-prefeito.

O relator do habeas corpus na 1ª Câmara Criminal, desembargador Moacir Guimarães, disse que o império da lei deve prevalecer. O desembargador Jesus Sarrão, relator do pedido na 2ª Câmara Criminal, afirmou que Chimelli poderá ser submetido a exame médico e, se necessário, providenciado o tratamento adequado. O pedido de liberdade foi negado. (TJ-PR)

Revista Consultor Jurídico, 6 de fevereiro de 2004, 15h21

Comentários de leitores

1 comentário

No mínimo é uma piada fundamentar um HC nos adj...

Carlos Alberto de Arruda Silveira ()

No mínimo é uma piada fundamentar um HC nos adjetivos expostos na matéria. Tiste e medroso deve estar o povo de Rio Branco do Sul. Dignidade humana tem o povo brasileiro que esta cançado de ser usado, pisado e esquecido pelos governantes. Parabéns aos Desembargadores do TJ/PR.

Comentários encerrados em 14/02/2004.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.