Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Crime na praia

Promotor que matou por ciúmes é preso em São Paulo

Uma cena de ciúmes acabou provocando a morte de uma pessoa no litoral paulista. O promotor de Justiça Thales Ferri Schoedl foi preso na manhã desta quinta-feira (30/12), após disparar contra dois rapazes na saída de uma festa na Riviera de São Lourenço, balneário de luxo localizado na cidade de Bertioga. O crime aconteceu de madrugada.

Um dos rapazes teria mexido com a namorada de Schoedl, que sacou um revólver e passou a atirar em Diego Mendes e Felipe Siqueira Cunha, ambos de 20 anos. Mendes morreu na hora e Cunha foi internado em estado grave em um hospital local.

De acordo com testemunhas, o promotor disparou diversas vezes contra os dois jovens. Schoedl deverá retornar para São Paulo a fim de que o caso seja apurado pela Procuradoria-Geral do Ministério Público, já que o crime foi cometido por um promotor.

Revista Consultor Jurídico, 30 de dezembro de 2004, 15h40

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 07/01/2005.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.