Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Mercado Jurídico

Mercado: Nehemias Gueiros fecha parceria com escritório de SP.

O advogado Nehemias Gueiros Júnior, professor da Fundação Getúlio Vargas, acaba de fechar uma parceria com a Peduti Marcas e Patentes de São Paulo.

O escritório de Gueiros, no Rio de Janeiro, irá trabalhar com a Peduti em todas as questões que envolvam direito autoral, propriedade intelectual, marcas e patentes em todo território nacional.

Em campo e no tapetão

A final da 2ª Copa Interescritórios de Futsal aconteceu no dia 20 de dezembro. O escritório Tojal, Serrano & Renault venceu a equipe do Lefosse nos pênaltis. Durante os 90 minutos de jogo o placar fechou em 7 X 7. Nos pênaltis, o placar ficou em 4 X 3.

No tapetão a equipe capitaneada por Sebastião Tojal e Sérgio Renault tem brilhado também. Em levantamento feito este ano no Supremo Tribunal Federal, no Superior Tribunal de Justiça e no Tribunal de Justiça de São Paulo, o escritório foi apontado como uma das bancas mais confiáveis e respeitadas por ministros e desembargadores.

Força-tarefa

Para cuidar de interesses de empresas e instituições, que se sentem prejudicadas no caso Banco Santos e Bank of Europe, acaba de ser formado um consórcio entre os escritórios Saddi Advogados Associados, Moreau -- Advogados e Moraes Pitombo e Pedroso Advogados.

O objetivo é criar uma força-tarefa para buscar alternativas para empresas e instituições.

Doutores da Alegria

O Veirano Advogados mudou sua forma de desejar boas festas. O valor correspondente aos oito mil cartões que seriam enviados no fim do ano foi doado pelo escritório à Organização Não-Governamental Doutores da Alegria.

Desde 1991, a ONG se dedica a alegrar crianças hospitalizadas, seus pais e profissionais de saúde em apresentações artísticas bem humoradas.

Revista Consultor Jurídico, 27 de dezembro de 2004, 10h01

Comentários de leitores

1 comentário

Não considero informações jornalísticas e ou in...

Lú Calia (Advogado Autônomo)

Não considero informações jornalísticas e ou informativas desleais ao Código de Ética da OAB, que, data vênia, precisa ser revisto à luz da nossa Carta Magna. Os cidadãos tem direito às informações. Não cabe esse tipo de "ofensa" como forma manipuladora de comunicação social e de interesse público. Para um profissional ou escritório jurídico ter o seu reconhecimento pelo trabalho desenvolvido na sociedade. Omitir e existência do que quer que seja, nesse mundo amplo, aberto e irrestrito é falácia. Esse tipo de coisa precisa ser extirpada do nosso meio urgentemente. Luciana Cury Calia Advogada Comunicadora Social - Relações Públicas

Comentários encerrados em 04/01/2005.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.