Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Sem liberdade

Assassino confesso tem pedido de liminar negado pelo Supremo

Um estudante, réu confesso em crime de assassinato que ficou conhecido em Minas Gerais pela crueldade dos fatos, não conseguiu Habeas Corpus no Supremo Tribunal Federal. O pedido de HC foi negado pelo ministro Carlos Ayres Britto.

Após uma briga, o estudante afirma ter matado a namorada a facadas e enterrado o corpo. Ele pediu para aguardar o julgamento em liberdade. Não conseguiu.

O pedido foi indeferido pelo Superior Tribunal de Justiça. Por esta razão, o estudante impetrou HC no Supremo. Alegou a falta de fundamentação e o fato de ele apresentar "os pressupostos para aguardar o julgamento em liberdade (ser réu primário, possuir emprego e casa fixa)".

Acusado de homicídio e ocultação de cadáver, ele pode ser condenado a até 30 anos de prisão.

HC 85.292

Revista Consultor Jurídico, 20 de dezembro de 2004, 18h49

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 28/12/2004.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.