Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Atrás das grades

Caseiro acusado de matar casal de americanos tem prisão decretada

O caseiro Jossiel Conceição dos Santos, suspeito de matar o casal de americanos Zera Tood e Michelle Davis Stahelli em novembro do ano passado, teve a prisão decretada nesta terça-feira (14/12). A decisão é da Oitava Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, que deu provimento ao recurso do Ministério Público estadual.

Até agora, ele aguardava o processo em liberdade. O pedido de prisão preventiva foi negado pela juíza Maria Tereza Donatti, o que fez com que o Ministério Público recorresse ao Tribunal de Justiça. A Defensoria Pública, que representa o caseiro, ainda pode recorrer da decisão dos desembargadores.

No mesmo julgamento, os desembargadores desclassificaram a acusação de latrocínio contra Santos. Assim, ele não irá mais a júri popular, ficando a decisão sobre a sua culpa ou inocência a cargo da juíza da 29ª Vara Criminal, Maria Tereza Donatti, segundo o TJ do Rio de Janeiro.

O mandado de prisão do caseiro foi expedido depois do fim da sessão e enviado ao posto da Polinter que passou a funcionar recentemente no próprio tribunal.

Revista Consultor Jurídico, 15 de dezembro de 2004, 18h21

Comentários de leitores

1 comentário

Até que enfim. Não podia mesmo ficar solto um s...

Paulo E. Gomes ()

Até que enfim. Não podia mesmo ficar solto um sujeito que confessou duplo latrocínio com minúcias e foi incriminado por prova técnica só porque a opinião pública "prefere" uma versão mais sofisticada, na linha conspiratória, envolvendo espionagem industrial, conflitos corporativos, etc.

Comentários encerrados em 23/12/2004.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.