Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Armados com a lei

Leitores da ConJur são contra porte de arma automático a advogados

A maioria dos leitores da revista Consultor Jurídico é contra o porte de arma automático para advogados. É o que mostra enquete feita pela ConJur. Questionados sobre a possibilidade dos advogados terem o porte automático de arma de fogo, 56% dos internautas mostraram-se contrários à idéia. E 44% são favoráveis. Mais de 5.700 pessoas responderam a enquete.

Durante os sete dias em que a sondagem permaneceu no ar, os percentuais ficaram praticamente inalterados.

A enquete foi lançada após a polêmica em torno de uma notícia publicada no dia 28/11 na ConJur. A reportagem trazia a informação de que o presidente da OAB de Santa Catarina, Adriano Zanotto, apresentou um anteprojeto de lei que regulamenta o porte de arma para os advogados.

“Ora, se magistrados e membros do Ministério Público possuem a prerrogativa por exercerem atividades de risco à própria vida e integridade física, nada há a justificar que os advogados não sejam contemplados com idêntica prerrogativa, vez que as atividades desenvolvidas por esses operadores do Direito em tudo se assemelham às desenvolvidas por membros do Ministério Público e da Magistratura”, afirmou ele na ocasião.

O posicionamento do presidente da OAB-SC provocou as reações mais adversas e a notícia recebeu dezenas de postagens com comentários negativos e outros favoráveis à sua iniciativa.

No dia seguinte, um artigo do advogado Luiz Guilherme Vieira manteve o assunto em pauta quando ele destacou que “advogado que se preze não precisa de porte de arma de fogo”. No último dia 4/12, foi a vez de outro advogado, Marcelo Ribeiro Uchoa, também escrever um artigo no qual ressaltou que o porte de arma “não é garantia de proteção”.

Revista Consultor Jurídico, 8 de dezembro de 2004, 14h46

Comentários de leitores

10 comentários

Advogado bom é advogado armado. O Fórum de minh...

Mguima ()

Advogado bom é advogado armado. O Fórum de minha cidade instalou um detector de metais, mas a OAB pressionou dizendo que "a pasta é a extensão do escritório" e hoje em dia basta você entrar no fórum parecendo ser advogado (um terno e uma expressão arrogante bastam para isso; se você não tiver nem o terno nem a expressão arrogante, o segurança pedirá sua carteira da OAB) e você entra no Fórum portando a arma que quiser dentro de sua pasta. Sou a favor do porte de arma para qualquer cidadão maior de 18 anos que comprove ter emprego fixo e renda familiar acima de 1500 reais. Se todo bandido soubesse que corria o risco de sua vítima lhe dar um tiro na cara, os índices de violência diminuiriam.

Celso Pereira da Silva, Excelente...muito bo...

Ageu de Holanda Alves de Brito (Professor Universitário - Empresarial)

Celso Pereira da Silva, Excelente...muito bom mesmo o seu comentário.

Concordo com a obsevação do universitário Eduar...

CPS-Celso (Advogado Associado a Escritório - Trabalhista)

Concordo com a obsevação do universitário Eduardo na parte que sustenta que o porte não pode ser automático para nenhuma das categorias. Embora não exerceria a faculdade, acho que deve ser assegurado o direito de qualquer cidadão possuir armas em casa, ainda que lhe fosse exigido a obrigação de periodicamente dar conta da arma e ser responsabilizado pelo sumiço sem justa causa. As vezes imagino o quanto seria pavoroso ver a porta ser arrombada sem pelo menos poder dizer "vou pegar o revolver" sem que o ladrão ache graça, por saber que voce e cumpridor da lei. É evidente que arma em casa é perigoso, já vitimou crianças, como as vitimaram as piscinas, os fogões, tomadas, árvores, etc. Nem se fale do perigo que é dirigir carro, arrisca-se a própria vida, dos familiares e transeuntes. Não foram poucos os pais que se descuidaram da chave do carro e quando amanheceu teve a notícia que o filho estava morto ou que havia matado várias pessoas. Talvés se devesse também dar licença para dirigir apenas para certas categorias de cidadões, ou para os cidadoes em geral desde que eles provassem cabalmente extrema necessidade ou que jamais iriam cometer qualquer imprudência. Da mesma forma que a sua casa pode ser arrombada e sua arma seja apoderada pelo bandido, o bandido também rouba o seu carro, utiliza-o para assalto, evade com ele atropelando várias pessoas.

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 16/12/2004.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.