Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Decisão prorrogada

Julgamento do procurador Guilherme Schelb é adiado

O Conselho Superior do Ministério Público resolveu adiar o julgamento de abertura de processo contra o procurador da República no Distrito Federal, Guilherme Schelb. A reunião sigilosa aconteceu nesta terça-feira (7/12). A próxima reunião aconteceu em fevereiro.

Acusado de práticas incompatíveis com seu cargo, Schelb corre o risco de ser afastado de suas funções. A comissão de sindicância da Corregedoria-Geral da Procuradoria indicou que o procurador pediu dinheiro a diversas empresas investigadas por ele para patrocinar projetos particulares seus.

A soma chega a R$ 70 mil e seria usada para a manutenção de um site e a publicação de um livro escrito por Schelb. Entre as empresas procuradas por Schelb estão a Brasil Telecom, Souza Cruz, Fiat, Coca-cola, Volkswagen e o Sindicato de Empresas Distribuidoras de Combustíveis.

O procurador se notabilizou por ter comandado, nos últimos anos, diversas investigações que atingiram várias autoridades federais, como o ex-secretário-geral da Presidência no governo Fernando Henrique Cardoso, Eduardo Jorge e o ex-diretor do Banco do Brasil, Ricardo Sérgio.

Revista Consultor Jurídico, 7 de dezembro de 2004, 20h32

Comentários de leitores

12 comentários

Acusando o procurador, este espaço busca inocen...

Félix Neto ()

Acusando o procurador, este espaço busca inocentar o senhor FHC(aquele que levantou os cinco dedos) e sua turma, embora não tenha sido um governo tão ruim em termos de história brasileira. Uma coisa certa: Todo e qualquer funcionário público deve ter a sua EVOLUÇÃO PATRIMONIAL monitorada, especial PRESIDENTES DA REPÚBLICA, GOVERNADORES, MINISTROS, PREFEITOS, VEREADORES DEPUTADOS, SENADORES, JUÍZES, PROMOTORES, AUDITORES, DELEGADOS DE POLÍCIA, POLICIAIS, MEMBROS DE COMISSÃO DE LICITAÇÃO. Difícil mesmo é monitorar os dinheiros em cima dos guarda-roupas e os acertos de loteria. Temos tecnologia eletrônica e tecnologia legal ( LEIS DE PAPEL). Tudo com muita TRANSPARÊNCIA. O mais legítimo dos fiscais é o CIDADÃO, sem nenhum adjetivo.

detalhe: é só a decisão sobre a ABERTURA do pro...

Victor Sarfatis Metta (Advogado Sócio de Escritório - Tributária)

detalhe: é só a decisão sobre a ABERTURA do processo.....imaginem então até uma eventual condenação, quanto tempo não demorará! lembro-me da frase de Dante, na Dívina Comédia...

Gente, realmente é impressionante. Se fosse um ...

LUÍS  (Advogado Sócio de Escritório)

Gente, realmente é impressionante. Se fosse um advogado que pedisse grana eles iam te prender em flagrante, diriam que é suborno. Ia ser um escândalo no jornal, e a OAB ia te meter o pau. Aposto que foi adiado para criar uma polêmica quanto à competência para punir, já que a Emenda Constitucional está sendo publicada hoje. Já estou sentindo cheiro de Pizza. Vai acabar em Pizza isso. Vão dizer que o cara tava cheio das melhores e boas intenções, que ele só pediu, não exigiu nem chantageou, que quem não desse não seria perseguido e coisa e tal. Que o cara tenha a ampla defesa, o contraditório, os recursos legais e o diabo à quatro. O que é inaceitável, é que o processo seja sigiloso e que não tenha havido afastamento preventivo para apurar impedindo a interferência.

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 15/12/2004.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.