Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Mil e uma utilidades

Italiano é condenado a pagar US$ 240 mi a ex-dono da Bombril

O ex-dono da Bombril, Ronaldo Sampaio Ferreira, conseguiu na Justiça o direito de receber US$ 240 milhões do italiano Sergio Cragnotti e de suas empresas -- hoje sob intervenção do governo daquele país. O valor é referente a venda do controle da Bombril para Cragnotti, que não teria concluído o pagamento. A decisão é do juiz Ademir Modesto de Souza, da 10ª Vara Cível de São Paulo. Cabe recurso. As informações são do jornal Valor Econômico e do site Espaço Vital.

O juiz fixou os honorários advocatícios em US$ 30 milhões que terão de ser pagos pelos italianos. Ferreira acusa o empresário italiano, afastado do grupo Cirio, de ter quitado apenas US$ 5 milhões dos US$ 120 milhões devidos pela aquisição do controle da companhia. O advogado Gilberto Cipullo, que representa a Cirio no Brasil, afirmou que a empresa pretende recorrer.

A sentença da 10ª Vara Cível de São Paulo reconheceu que Ferreira tem o direito de receber US$ 100 milhões dos US$ 120 milhões pleiteados. As correções monetárias aplicadas pela Justiça elevaram o valor da indenização para US$ 240 milhões -- a serem convertidos para a moeda brasileira.

Processo nº 050.98.038355-9

Revista Consultor Jurídico, 2 de dezembro de 2004, 10h59

Comentários de leitores

2 comentários

Achei muito muito mais interessante a correção ...

Marcus Abreu ()

Achei muito muito mais interessante a correção monetária (de +140%) em dólar. O italiano Sérgio Cragnhoti está indiretamente na Bombril do Brasil desde 1992, mas a empresa brasileira só foi efetivamente (re-)vendida ao conglomerado italiano Círio em 1998 e a correção-monetária de $100 para $240 faria sentido se a dívida fosse em reais. Contudo aplicar o índice nacional de inflação ao dólar, como insinua a reportagem, é realmente curioso. Por outro lado, impende registrar que esse tal Sergio Cragnhotti é figurinha carimbada: foi condenado na CVM a multa de R$ 62 milhões (a maior já aplicada) por prejudicar acionistas minoritários e é - vejam só - o cartola dono do time Lazio de Roma. Na itália, responde por diversas outras irregularidades e muito dificilmente irá honrar qualquer delas: a cartolagem lá é como a de cá. O vidro de pomodori pelatti da Cirio, por outro lado, é vendido aqui no Brasil e é muito bom.

O interessante na notícia são os honorários adv...

O Martini (Outros - Civil)

O interessante na notícia são os honorários advocatícios fixados pelo MM Juiz: US$ 30 milhões. Quem ganha na MEGA SENA, valores modestos, já não tem seu nome divulgado, como no texto.

Comentários encerrados em 10/12/2004.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.