Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Crime eleitoral

MPF pede instauração de inquérito para investigar deputado federal

O Ministério Público Federal quer apurar o possível envolvimento do deputado federal Ronaldo Cezar Coelho (PSDB-RJ) em crime eleitoral, nas eleições de 2002. O MPF pediu a instauração de Inquérito no Supremo Tribunal Federal.

No pedido, o MPF relata que, em dezembro de 2002, Hélio Madureira, cabo eleitoral de Ronaldo Cezar Coelho, prestou depoimento na Polícia Civil do Rio de Janeiro. Ele disse que foi contratado por Eduardo Vogt, coordenador da campanha, dois meses antes do primeiro turno das eleições, para elaborar estratégias de "angariação" de eleitores no município de Nova Friburgo (RJ).

Segundo o depoimento, Madureira comprava sacos de cimento em troca de votos, prometia empregos e outros favores. Disse ainda que, no comitê central da campanha naquele município, era feito um cadastro de pessoas que forneciam nome e número do título de eleitor.

Hélio Madureira afirmou, também, que lhe foi prometido o pagamento de R$ 3.500 pelo trabalho feito. Complementou que não recebeu o dinheiro. Segundo ele, Eduardo Vogt tinha ciência de tudo e chegou a reembolsar algumas de suas despesas no atendimento dos possíveis eleitores.

INQ 2.155

Revista Consultor Jurídico, 31 de agosto de 2004, 21h26

Comentários de leitores

1 comentário

Imaginem não dar o poder investigativo ao MP! ...

Willians Makenzie (Funcionário público)

Imaginem não dar o poder investigativo ao MP! LIA neles MP! Não é cadeia que resolve aos políticos improbos. Retirem os direitos políticos deles por no mínimo 30 anos. É o suficiente. Modifiquem a LIA já. Só assim se conseguirá intimidar o príncipe. Ministério Público, instituição da família e da cidadania!

Comentários encerrados em 08/09/2004.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.