Consultor Jurídico

Notícias

Bunda lelê

Gerald Thomas consegue arquivar processo por atentado ao pudor

Comentários de leitores

8 comentários

Não sou advogado e não entendo muito sobre legi...

Ricardo Borges Taciano Jerônimo ()

Não sou advogado e não entendo muito sobre legislação, mas essa notícia me dá a impressão que no estado do Rio de Janeiro pode-se fazer Bunda Lêlê como forma de expressão... Dá uma sensação de "modernidade" e cultura incríveis...

Sem adentrar ao exame da tipificação de crime ...

Leonardo (Promotor de Justiça de 1ª. Instância)

Sem adentrar ao exame da tipificação de crime ou não, o que me parece mais relevante neste caso é o sistema processual. Percebam que se trata de um HC no STF trancando uma ação penal do JECRIM da cidade do Rio de Janeiro! Imaginem se todas as pessoas que estão sendo processadas todos os dias nos JECRIMs do Brasil ou mesmo em primeiro grau de jurisdição entendessem por bem interpor HCs perante o STF! O que já é uma caos conseguiria ficar pior. É óbvio que isso jamais aconteceria porque para interpor tal tipo de "ação" perante o STF deve-se dispor de razoáveis recursos financeiros. Mas é claro que o STF nada tem que ver com isso! Na última sexta-feira tive a oportunidade de assistir a uma palestra com o Ministro do STJ, Gilson Dipp que também manifestou seu descontentamento com um sistema processual que permite, somente em sede de Habeas Corpus, quatro instâncias. Além disso, o interessado pode manejar os recursos ordinários e extraordinários relativos à ação principal. Uma sistema que permite tal tipo de manejo processual jamais poderá ser coerente e promover justiça social. Quando se pretende zelar em demasia pelo direito individual, se corre um sério risco de esquecer que do outro lado há um direito público (social, difuso, coletivo) que, se constantemente aviltado e desrespeitado, gera toda uma inversão de valores na sociedade e descrédito nas Instituições Públicas. Em outras palavras, o sentimento de injustiça fica "engasgado" na mente e no coração de diversas vítimas e seus familiares que, um dia, colocarão isso para fora, muitas vezes utilizando-se da mesma violência, constrangimento, barbárie, malícia e ódio de que foram vítimas. Infelizmente, ao que me parece, nosso sistema processual, nele incluindo não apenas as leis, mas entendimentos jurisprudenciais vários, está caminhando neste sentido, e acabando por promover insegurança jurídica, desprestígio da Justiça e um sentimento generalizado de revolta.

Partindo da premissa que o estágo de evolução d...

Contra A Ditadura do Judiciário e Executivo ()

Partindo da premissa que o estágo de evolução da Humanidade nos ensinou a escrever, a ler, a tecer e receber críticas, a votarmos em candidatos para cargos eletivos ao invés de sermos forçados a dar o poder ao mais forte da tribo, a patética atitude desde "homo sapiens" o faz retroagir a atos adotados por primatas. Na sequência da baixaria, por que não fez na mão e jogou no público; é isso que os babuinos fazem. Certamente a crítica a peça teatral teve seus fundamentos, pois não foi coisa de um ou outro espectador. A coisa devia ser ruim mesmo. A decisão do Judiciário dá margem a auto-tutela e faz voltar a "lei de talião - dente por dente, olho por olho-. Que ridícula esta decisão. Como advogado militante, QUERO VER SE AO INVÉS DE INTERPOR APELAÇÃO QUANDO MEU CLIENTE SUCUMBIR EM ALGUM PROCESSO, EU OPTAR POR MOSTRAR MINHA BUNDA PARA O JUIZ OU A JUÍZA. OBVIAMENTE SAIREI PRESO E ALGEMADO, NÃO FALTANDO UNS CASCUDOS DENTRO DA VIATURA PELA FALTA DE RESPEITO AOS JUIZINHOS. O troféu bundão deve ser dividido entre o babaca Mor e seus adeptos no Judiciário. Em terra de gente civilizada, liberdade de expressão tem limites E O BABACA PODERIA SIMPLESMENTE DIZER QUE A VAIA É O APLAUSO DO IGNORANTE, QUE ELES DEVERIAM ASSISTIR A PEÇA MAIS UMA VEZ CASO NÃO TENHAM ENTENDIDO, mas como a "coisa" (peça teatral) devia ser péssima mesmo, a vaia é uma demonstração democrática de inconformismo, de crítica, e quase nunca parte de uma voz isolada. TROFEU BUNDÃO PARA O JUDICIÁRIO !!! ( . ) _II_

Gostaria de saber qual seria a decisão dos Mini...

Francisco Gória Júnior ()

Gostaria de saber qual seria a decisão dos Ministros, caso a platéia em vez de vaiar, mostrassem a BUNDA.

Em relação ao assunto Gerald Thomas o melhor ju...

Maria José ()

Em relação ao assunto Gerald Thomas o melhor juiz sem dúvida alguma é o público, um "verdadeiro" artista depende de um público, até mesmo para sobreviver. O ato deste cavalheiro é uma ofensa para de quem ele depende economicamente para sua sobrevivência, eu por exemplo, jamais pagarei um espetáculo de alguem que me ofenda. Se toda população pensar assim e guardar bem o nome de Gerald Thomas, este cidadão nunca mais fará espetáculos.

Criou-se um precedente para que outros artistas...

Walter Castro ()

Criou-se um precedente para que outros artistas ajam da mesma forma. Haja bunda!

Entendo que o Promotor deve ser rigorosamente p...

Cassio ()

Entendo que o Promotor deve ser rigorosamente punido, se a intensao era preservar o pudor publico entao para que expor a bunda, digo, o agente... Outro motivo relevante é que o "crime" de baixo potencial ofensivo, etc, etc prescreve rapidamente. É pena que:"a lei nao excluira lesao ou ameaça a direito"... Porque a açao deveria ter sido trancada "ab ovo" e junto o Promotor

Eu acho que infelizmente, a não presença do min...

Maria Rita P. de Lima (Psicólogo)

Eu acho que infelizmente, a não presença do ministro Joaquim Barbosa na sessão em que foi lido o relatório do caso, em primeiro lugar, já é uma falta de respeito. Certo seria ele honrar com seu compromisso, já que estaria votando no caso. As pessoas, inclusive o judiciário, deveriam se preocupar mais com casos de maior importância, e não com uma manifestação clara de descontento do diretor. Sabemos todos que artistas são pessoas criativas e que nem sempre agem de acordo com todas as normas impostas pela sociedade. O que seria então, se houvesse uma cena de nudez na peça? Não me recordo de haver alguma censura sobre esse caso. Seios femininos invadem nossas telas de TV no carnaval, e tais cenas são trasmitidas ao Brasil inteiro. Um fato isolado como esse não merecia tal ibope. E que as pessoas comecem a se preocupar com aquilo que realmente importa para a sociedade, que são os crimes mais graves em si. É isso.

Comentar

Comentários encerrados em 25/08/2004.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.