Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Corredor polonês

Ambev é condenada por submeter empregado a humilhações

A Companhia Brasileira de Bebidas (Ambev) foi condenada a pagar R$ 21,6 mil de indenização por danos morais ao vendedor Ronaldo Nunes Carvalho. Motivo: ele foi obrigado a passar por um "corredor polonês" enquanto era xingado pelos colegas por não cumprir as metas estabelecidas pela empresa.

Segundo o site Espaço Vital, a Ambev argumentou no processo que os constrangimentos alegados pelo empregado foram decorrentes do "não cumprimento das metas da empresa e que as punições eram aplicadas a todos, indiscriminadamente, não havendo perseguição pessoal".

O argumento foi desconsiderado pela 8ª Turma do Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região, que confirmou sentença de primeiro grau e garantiu a indenização.

Consta do processo que o empregado que recusava a passar no corredor polonês, era obrigado a vestir uma saia e desfilar em cima de uma mesa. A empresa também foi condenada a pagar diferenças de comissões e salários, horas extras e o adicional de insalubridade.

Segundo os juízes, "o fato de as punições serem aplicadas a todos, não afasta a natureza do assédio moral, pois a própria competição entre os empregados, para alcance de metas, é uma forma de constrangimento e humilhação que acaba na degradação do ser humano".

Em sua decisão, a Turma considerou que "na situação de assédio moral, humilha-se o empregado fazendo-o sentir-se ofendido, menosprezado, rebaixado, magoado, passando a sentir-se um inútil, sem qualquer valor".

A Ambev não recorreu ao TST. A condenação transitou em julgado. A decisão determina a remessa de cópias ao Ministério Público, para que seja verificada possível ocorrência de crime. Quatro outras ações semelhantes tramitam na Justiça do Trabalho gaúcha.

Processo nº 00887/2003-015-04-00

Revista Consultor Jurídico, 17 de agosto de 2004, 11h25

Comentários de leitores

8 comentários

Tenho pesquisado em iniciação científica sobre ...

vivianec (Estudante de Direito)

Tenho pesquisado em iniciação científica sobre ASSÉDIO MORAL NO TRABALHO e gostaria, se possível de receber sim o material referido por Betão sobre anúncios da AMBEV, e também depoimentos de pessoas que tenham sofrido ou estejam sofrendo assédio moral no trabalho. Agradeço a atenção antecipadamente. viviane.cap@bol.com.br

Hahhh, esqueci...já ouvi falar de vendedor que ...

Betão ()

Hahhh, esqueci...já ouvi falar de vendedor que usou chapeu de burro por não bater meta, de vendedor que dançou na boquinha da garrafa, de vendedor que teve que imitar a Gretin, de vendedor que teve que voltar para a rua, já durante a noite para bater a meta que não foi batida durante o dia de trabalho, de vendedor que ficou trabalhando das 7:00h da manhã até 2, 3, 4h da madrugada para maquiar caminhos onde um diretor iria passar no dia seguinte, isso sem falar que a carga diária escrita no papel, já é além das protegidas por lei, e a carga rela, aquela verdadeira mesmo, a do dia-a-dia, chega ser de 10horas no mínimo, isso tirando os Sábados. Uma vez ví um anúncio da AmBev que dizia no texto... *Disponível para horário integral!!!, se alguém precisar deste anúncio, ele data de 10/10/1998 e eu tenho este recorte. ATC Betão

Continuação do texto de baixo..."Sabe todos os ...

Betão ()

Continuação do texto de baixo..."Sabe todos os livros que vc já leu em sua faculdade de ADM? Sabe todos os libros que uma psicóloga leu enquanto estava na faculdade tb? Sabe todos os livros publicados? Aqui na AmBev não funciona nada, aqui há uma vida própria, uma cultura, um jeito guiado pelos diretores da empresa"... Diretores estes que adoram um palavrão( coisa do tipo caralho, porra, essa merda...tudo em alto e em bom som, de preferencia usado para humilhar alguém)...EX: "NUNCA, NUNCA, NUNCA, NUNCA, NUNCA DESISTAM, NEM SE FOR POR UM CARALHO"...esse no caso é motivacional, tudo pode soar como piada, como mentira, como estória prá boi dormir, o bem seria se tudo o fosse, mas é triste mesmo, tudo isso é pura verdade e ainda há muito mais verdades, mas por hoje, já está bom, pois fiquei até mau de tantas lembranças de Terrorismo como também foi citado este termo num comentário acima, termo este muito bem empregado para a AmBev. Será que não está na hora da empresa realmente mudar? Pois todos ganharão, principalmente ela, que deixará que gastar tanto em indenizações. Fica meu desabafo.

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 25/08/2004.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.