Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Ação e reação

Acusados pela morte de torcedor mineiro devem ir a júri popular

Quatro dos cinco acusados pela morte de um torcedor do Cruzeiro, em Belo Horizonte, Minas Gerais, serão levados a júri popular. A decisão foi tomada pelo juiz Nelson Missias de Morais, do I Tribunal do Júri da comarca da capital mineira.

Segundo a denúncia do Ministério Público, em abril passado, os suspeitos agrediram com barras de ferro, socos e pontapés o torcedor Francisco Aguinaldo Ferreira. A agressão aconteceu na estação BH-BUS do metrô, na região de Venda Nova. Os acusados são membros da torcida organizada “Galoucura”, do clube Atlético Mineiro.

Dos cinco denunciados pelo MP, um deles se livrou da sentença de pronúncia por “falta de provas suficientes nos autos que indicam sua participação na prática do delito”. O juiz concedeu ainda o direito de dois deles recorrerem em liberdade.

Os dois últimos continuarão presos porque, segundo o magistrado, “se fazem presentes os pressupostos para a manutenção das prisões preventivas dos mesmos”.

Processo nº 024.04.334.944-8

Revista Consultor Jurídico, 16 de agosto de 2004, 11h44

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 24/08/2004.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.