Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Força-tarefa

Acusados de desviar R$ 4 milhões são presos em Santa Catarina

Nove acusados de praticar golpes pela Internet e clonar cartões bancários foram presos. As prisões foram o resultado de uma operação conjunta conduzida pelo Ministério Público de Santa Catarina, Polícia Militar, Polícia Civil e Polícia Rodoviária Federal.

A suspeita é de que a quadrilha tenha desviado pelo menos R$ 4 milhões. As operações eram, na maioria das vezes, feitas pela Internet.

A força-tarefa apreendeu documentos e informações que indicam a possibilidade de que várias empresas catarinenses tenham sido lesadas. Estima-se que em uma prefeitura do Paraná o prejuízo tenha chegado a R$ 400 mil. Neste caso, a quadrilha teria obtido acesso ao sistema de pagamento da folha do município, alterando o número de contas bancárias de funcionários para contas correntes de "laranjas".

Segundo o Ministério Público de Santa Catarina, o golpe mais freqüente, porém, consistia no envio de e-mails falsos a correntistas de outros estados para dificultar o rastreamento dos integrantes da quadrilha.

Quando os e-mails eram acessados, um programa se instalava no computador e captava as informações de todas as operações feitas pela Internet, sem que o usuário percebesse. O procedimento permitia aos golpistas que conhecessem as senhas e outros dados bancários.

Com a quadrilha foram apreendidos ainda diversos cartões bancários, dois veículos Celta, um Astra e uma caminhonete S-10. A força-tarefa suspeita que estes veículos foram adquiridos com dinheiro obtido nos golpes. Todos os presos foram conduzidos à Delegacia de Investigações Criminais -- DIC --, do Balneário Camboriú.

Revista Consultor Jurídico, 10 de agosto de 2004, 15h12

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 18/08/2004.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.