Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Está reprovado

Candidato a vereador admite ser analfabeto e tem registro negado

O candidato a vereador de Cuiabá pelo Partido Movimento Democrático Brasileiro (PMDB), Antônio Neuton Delfino, admitiu ser analfabeto ao ser questionado pelo juiz da 1ª Zona Eleitoral, Márcio Vidal. Por esse motivo, teve seu registro de candidatura negado.

Primeiramente, o candidato apresentou declaração de próprio punho afirmando ser alfabetizado. Entretanto, como não havia juntado comprovante de escolaridade nos documentos necessários ao registro, o Ministério Público requereu teste para verificação de alfabetização do candidato, de acordo com o TRE-MT.

A Lei Complementar 64/90, em seu artigo primeiro, estabelece que os analfabetos são inelegíveis para qualquer cargo.

“Analfabeto para doutrina, é aquela pessoa desprovida de conhecimento, ou seja, é a pessoa que não sabe ler e escrever”, disse o magistrado.

Revista Consultor Jurídico, 2 de agosto de 2004, 12h42

Comentários de leitores

6 comentários

SR. André, agradeço pelas recomendações mas não...

Zoldinei Francisco Apolinário Ferrari ()

SR. André, agradeço pelas recomendações mas não posso aceitar recomendações de uma pessoa que incia um texto dessa forma "Hehehehehe..." e ainda que trabalha com o fator sorte . Quanto deslumbramento, posso garantir que é o mesmo de 4 anos atrás quando fui aprovado no vestibular para o curso de direito. Quanto ao "baile" andou mal o Sr.josé ribamar alves lins

Creio que o Culto Sr. ZOLDINEI FERRAI, levou um...

Delta Colombo (Advogado Autônomo - Criminal)

Creio que o Culto Sr. ZOLDINEI FERRAI, levou uma aula do "leigo" Sr. André Pessoa. Gostei da treplica do Sr. Andre principalmente quando comenta do deslumbramento que causa em certas pessoas a entrada em uma faculdade de direito.

Sem adentrar nos pormenores, julgo que o "leigo...

José Ribamar Alves Lins ()

Sem adentrar nos pormenores, julgo que o "leigo" Sr. André deu um baile no futuro causídico e no próprio juiz.

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 10/08/2004.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.