Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Volta ao passado

Lamounier faz retrospectiva da história brasileira e européia

“Moinho, Esmola, Moeda, Limão: Conversa em Família”. Este é o título do novo livro de Bolívar Lamounier. O autor e cientista político parte da etimologia de seu nome e da história de sua família para traçar uma retrospectiva dos principais acontecimentos no Brasil e na Europa desde a Idade Média.

A obra será lançada, nesta quarta-feira (28/4), em São Paulo, na Livraria Cultura, e na sexta-feira (30/4) em Belo Horizonte, na Livraria Ouvidor-Savassi.

Na primeira parte da obra, intitulada “Antepassados Imaginários”, Lamounier parte da tentativa de investigar as quatro possíveis origens etimológicas de seu sobrenome -- moinho, esmola, moeda e limão -- para explorar quatro importantes aspectos da passagem da Idade Média ao mundo moderno.

Assim, ele disseca temas como o feudalismo, a Revolução Francesa, a teologia da pobreza, a evolução da moeda e dos Estados nacionais, as especiarias e a era dos Descobrimentos.

Na segunda parte, o autor dedica suas linhas a “Antepassados de carne e osso”. Traça o perfil de seus ascendentes de quatro graus e reflete sobre toda a história brasileira, do período colonial aos nossos dias.

Por meio dos personagens – Antonio Afonso, primeiro Lamounier a chegar ao Brasil, Godofredo, político republicano, Gastão, compositor e Levindo Lamounier, seu pai e agricultor no oeste de Minas – o autor discorre sobre as tentativas de povoar o interior brasileiro no período colonial, a transição do Império para a República, os primórdios da música popular brasileira e a vida interiorana mineira na primeira metade do século 20, quando o Brasil começava a se industrializar. O livro da Editora Augurium tem 432 páginas.

Revista Consultor Jurídico, 27 de abril de 2004, 14h56

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 05/05/2004.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.