Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Greve da PF

Liminar que impedia corte de ponto da PF em SC é cassada

O Tribunal Regional Federal da 4ª Região suspendeu a liminar que impedia o desconto dos dias não trabalhados dos agentes da Polícia Federal em Santa Catarina. Os desembargadores acolheram pedido da Advocacia-Geral da União (AGU).

A liminar havia sido concedida pela 3ª Vara da Justiça Federal de Florianópolis (SC), em ação proposta pelo Sindicato dos Policiais Federais no Estado de Santa Catarina.

O relator do processo, desembargador Carlos Eduardo Thompson Flores Lenz, acolheu os argumentos da AGU. Os advogados sustentaram que o Supremo Tribunal Federal já decidiu que a greve dos servidores públicos deve ser regulada por uma lei específica, como determina o inciso VII, do artigo 37, da Constituição Federal. Esta lei regulamentar ainda não foi editada.

Na decisão, Carlos Eduardo Lenz destacou que decidiu neste sentido em outro processo em que foi relator e que "nada impede o Administrador Público de proceder ao desconto dos dias não trabalhados pelos servidores públicos em decorrência da greve". Para fundamentar a sua decisão, Lenz citou a legislação da França e Itália. (AGU)

Revista Consultor Jurídico, 26 de abril de 2004, 10h28

Comentários de leitores

1 comentário

Dois pesos, duas medidas. E a greve dos Advoga...

Ademir (Advogado Autônomo)

Dois pesos, duas medidas. E a greve dos Advogados da União ? Por que eles têm direito à greve sem o desconto? Para defenderem a União ? Acredito eu. Depois que foi implantado esse desgoverno traidor, as Leis perderam sua eficácia, inventam que estão cumprindo Leis da França, Itália, etc....(faltou Cuba) Por que não cumprem a Lei 9266/96, muito mais fácil. Acredito que depois dessa greve a corrupção vai aumentar 100% no País, a desordem, a Insegurança e a própria Policia Federal, que tanto acreditávamos, não será mais a mesma, pois até onde sei, é comandada por Delegados arcaicos, petulantes e donos do famigerado Inquérito Policial que para nada serve nos nossos dias, pois os acusados quando interrogados, respondem se quizer. E esses Delegados dizem que querem Carreira Jurídica. É piada.

Comentários encerrados em 04/05/2004.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.