Consultor Jurídico

Comentários de leitores

6 comentários

Muito bem trabalhado o texto, principalmente no...

Noway ()

Muito bem trabalhado o texto, principalmente no que diz respeito ao avanço das grandes teles. É válido a idéia de se utilizar os provedores, que há tanto foram os vilões do mercado, como última chance na guerra contra o monopólio. É uma pena ver que os pequenos provedores, esses sim que são empresas que mereciam o mercado que conquistaram, estarem fadadas a ser engolidas por grandes empresas nada nacionais. Porém não sejamos inocentes ao ponto de pensar de que se as Teles não estivessem dominando o mercado ninguém mais o estaría. Provavelmente se os grandes provedores estivessem crescendo na medida que estavam antes, nenhum provedor pequeno mais estaría de pé. Como profissional da área e principalmente consumidor, posso afirmar com certeza que, apesar da mudança de cenário, vamos continuar pagando o pato(como sempre o fizemos no período do auge dos provedores de acesso).

Um grande avanço está acontecendo aqui em Porto...

Adriano Remião ()

Um grande avanço está acontecendo aqui em Porto Alegre e, acredito, em todos os locais onde a GVT possui concessão. Não á mais necessário um provedor de acesso para efetuar a autenticação. O único problema é que a prestadora de serviço de telefonia cobra um adicional de R$ 5,00 para tal. Mas, mesmo assim, já é um avanço! E-mails gratuitos existem aos montes pela intenet! Eles próprios, inclusive, oferecem esse serviço. Abraços, Adriano Remião Porto Alegre - RS

É um verdadeiro absurdo que nós usuários de int...

Fernando ()

É um verdadeiro absurdo que nós usuários de internet banda larga tenhamos que pagar um provedor que só serve para nos fornecer caixa postal, pois de resto não servem para nada. Por exemplo sou usuário do Vírtua no RJ. Se ocorre algum problema, quando entro em contato com a Central de Atendimento do Provedor a resposta é bem textual: O sr. deve entrar em contato com o Vírtua para solucionar o seu problema. Então para quê servem estes provedores? Se for para caixa postal, o click21 e o pop são de boa capacidade de armazenamento e são grátis. Devemos exigir o fim desta operação casada que é ilegal e principalmente imoral.

Prezado Dr. Antonio Carlos Lima, O senhor "n...

Luiz Duarte ()

Prezado Dr. Antonio Carlos Lima, O senhor "nao deu atenção" a essencia da reportagem e como qualquer consumidor, é natural seu interesse em diminuir custos para acesso a Internet, porém a matéria vai muito além, é muito mais abrangente que simplesmente contestar uma "venda casada" praticada pelas teles (banda larga-aluguel de modem-provedor de acesso)... Na Lei Geral de Telecomunicações, como citada na matéria, é muito clara a proibição de prestação de Serviços de Valor Adicionado (acesso a Internet) pelas Teles, porém todas elas estão praticando isto a revelia e a Anatel nada faz para impedir... vergonhosa esta atitude da Anatel, contribuindo para o fim de centenas de pequenas empresas que tanto lutaram para o crescimento da Internet pelo interior de nosso país... E tem mais, os Pequenos Provedores de Acesso a Internet do interior há anos já vem prestando acesso a Internet em Banda Larga via rádio, com novas tecnologias desenvolvidas por estes provedores... E tem mais ainda... de igual qualidade ou melhor... Lamentável !!! Luiz Duarte BBS Vale do Paraíba - Provedor Internet Vassouras, RJ

Prezado Dr. Antonio Carlos Lima, Acredito qu...

Victor Hugo Pereira Gonçalves (Advogado Assalariado)

Prezado Dr. Antonio Carlos Lima, Acredito que esta decisão do Procon de Goiás é de grande importância. Mas o que realmente discuto é da necessidade do provedor realizar efetivamente o acesso à Internet e não as empresas de telecomunicações. Aliás, tal decisão só tende a dar mais poder às grandes empresas de telecomunicações em detrimento dos provedores de acesso independentes, que são de suma importância, já que sem eles fica difícil a ampliação da Internet para os confins do Brasil. Dessa forma, a inclusão digital da população ficará a cargo da "benevolência" deste oligopólio já estruturado. Esta decisão é importante, com certeza. Mas que ela irá trazer conseqüências nocivas ao mercado de tecnologia da informação e comunicação, é fato. Precisamos que a ANATEL regule eficazmente este mercado e determine o compartilhamento da rede para gerar concorrência entre todos, a preços módicos e serviços melhores. Abraços, Victor Hugo Pereira Gonçalves

No Estado de Goiás, a ação civil pública nº 200...

Antônio Carlos de Lima ()

No Estado de Goiás, a ação civil pública nº 2003.17089-4, em tramitação na 2ª Vara da Justiça Federal, proposta pelo Procon-GO, já garantiu aos Goianos a desnecessidade do uso de provedor, ou seja, podemos ter a internet rápida sem ter que pagar R$ 14,90. Como o autor mencionada, é questão de tempo... Quem se interessar pela petição inicial ou por esta decisão, basta acessar o site: www.procon.go.gov.br

Comentar

Comentários encerrados em 27/04/2004.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.