Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Sem fronteiras

Especialistas discutem combate ao crime organizado internacional

Discutir e aprimorar as armas utilizadas no combate ao crime organizado internacional. Com esse objetivo, especialistas que atuam nessa área estarão reunidos no seminário "Análise da Inteligência Criminal – Cenário Transnacional em Foco".

O evento é organizado pela seção brasileira da Associação Internacional de Polícia, junto com a Associação Nacional dos Peritos Criminais Federais e o Ministério Público. E tem o apoio da Embaixada Real da Noruega.

O assunto em pauta é um dos mais debatidos atualmente na área interna da imprensa norte-americana e na esteira das investigações feitas pelo Congresso dos EUA. Com a análise de documentos sigilosos do atentado de 11 setembro, foi colocada em questão a eficácia do sistema de inteligência criminal do país para prevenir ataques terroristas.

Por aqui, nomes de peso falarão de seu trabalho e irão expor resultados alcançados em algumas de suas diversas investigações. A abertura do evento será feita pelo procurador-geral da República, Cláudio Fonteles. Depois serão debatidas técnicas, experiências e princípios adotados pelos palestrantes que atuam no front das batalhas contra organizações cada vez mais especializadas.

O primeiro palestrante é o procurador da República Ronaldo Meira de Vasconcellos Albo, que falará sobre o "Crime organizado no Espírito Santo: A dissimulação de um cenário". O tema da palestra seguinte, proferida por Márcio Paulo Buzanelli, assessor do ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional, é "A atuação de organizações criminosas transnacionais no território brasileiro".

Na parte da tarde, o seminário contará com Arne Simonsen, inspetor-chefe do Serviço Nacional de Investigação Criminal da Noruega. O especialista discorrerá sobre a aplicação de técnicas de análise em casos criminais.

Em seguida, o perito criminal federal Renato Rodrigues Barbosa fala sobre o rastreamento internacional de recursos ilícitos. Depois é a vez do delegado da Polícia Federal José Francisco de Castilho Neto, responsável pela investigação do caso Banestado, proferir a palestra: "Corrupção nos órgãos públicos: O Sistema de Garantia da Impunidade".

E, às 17h30, o procurador Luiz Francisco Fernandes de Souza, que dispensa apresentações, faz as considerações finais e encerra o evento.

As inscrições são gratuitas e as vagas limitadas a policiais, membros e servidores do Ministério Público, servidores de órgãos de inteligência e da Controladoria da União. Professores universitários e estudantes também podem se inscrever. Para isso, o interessado deve acessar o endereço http://www.treal.com.br/conferencia até o dia 10 de maio.

O seminário será realizado no dia 18 de maio, das 8h às 18h, no Auditório JK da Procuradoria-Geral da República, Brasília, Distrito Federal.

Revista Consultor Jurídico, 15 de abril de 2004, 14h45

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 23/04/2004.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.