Consultor Jurídico

Comentários de leitores

6 comentários

É triste ver essa vaidade dos procuradores pela...

Manoel Ferreira de Almeida Neto ()

É triste ver essa vaidade dos procuradores pela nomenclatura do cargo, espero que não se prolongue nas "madrugadas a dentro" da Procuradoria em Brasília.

Este tipo de discussão só é concebível aqui no ...

Jorge Amaral (Serventuário)

Este tipo de discussão só é concebível aqui no Brasil. Quanto maior a "autoridade" maior a vaidade. É difícil fazer esse povo descer do "pedestal". Enquanto isso a população ........

Concordo com a uniformização. Chega dessa nomen...

Pedro F A Alves Pereira ()

Concordo com a uniformização. Chega dessa nomenclatura antiquada de "deusembargadores" e também de procuradores. A mudança ajuda a aproximar estes profissionais do povo, uma vez que, são mesmo simples juízes e promotores de justiça, embora em segundo grau de jurisdição.

Na verdade, a questão da nomenclatura é algo se...

Luciana Marques ()

Na verdade, a questão da nomenclatura é algo secundário no atual cenário político-jurídico de nosso país. De fato, a grande massa não sabe qual a diferença. Na prática, o que se sabe é que o Ministério Público (em geral) é um órgão que sempre aparece questionando problemas na política, problemas envonvendo menores, ou mesmo consumidores ou até o meio ambiente. E só. O que as pessoas querem é ver o MP trabalhando, como tem realmente sido. Por isso, seria de bom grado nossos colegas preocuparem-se com questões como: a limitação da atuação dos promotores e procuradores; a limitação dos poderes deles; a possibilidade de aumento do campo de atuação junto à camada da população que mais precisa de atenção, que são aquelas menos favorecidas e que, exatamente, não sabem a "diferença" dos termos por que quem deveria importar-se, não se importa, como sabemos! Por favor, nobres cavalheiros, o dever de justiça e de cidadania (verdadeiros) clama por vocês!

Com o devido respeito, os atuais procuradores d...

Fábio Vieira Larosa (Advogado Autônomo - Criminal)

Com o devido respeito, os atuais procuradores da República, de há muito, não mais exercem o procuratório da República. Este é, de fato, exercido pelos advogados da União. Assim, se houve e separação das funções de procuratório da sociedade e de procuratório da República em órgãos distintos, por que preservar naquele o que é deste ?

mas que horror, hein? a gritaria sobre essa o...

Rodrigo Aguiar Gomes ()

mas que horror, hein? a gritaria sobre essa ou aquela denominação só pode servir para apequenar o mpf, já enfraquecido após o caso santoro. o que importa, realmente, são as prerrogativas dos agentes políticos, não a sua denominação. ser um "promotor" de justiça, é, ao contrário do que pode parecer, uma definição mais ampla e que faz mais justiça ao trabalho desenvolvido por esses profissionais. mais, uniformiza o MP, para dentro e para fora da instituição. por favor, representantes do MP: não gastem tempo polemizando sobre isso - não resolve nada, coloca o mp em mais uma pauta negativa e, convenhamos, pega muito, muito mal.

Comentar

Comentários encerrados em 18/04/2004.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.