Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Questão de sorte

Revista ConJur sorteia Código de Processo Penal Comentado

A revista Consultor Jurídico vai sortear, na próxima segunda-feira (3/10), o Código de Processo Penal Comentado -- Volumes 1 e 2, de Fernando da Costa Tourinho Filho. As obras da Editora Saraiva custam R$ 239,00. Para concorrer, basta fazer o cadastramento na revista ConJur (Veja o link no final da notícia).

O autor, que tem vasta experiência no Direito Penal e Processual Penal, comenta todos os dispositivos do Código de Processo Penal de maneira didática e objetiva. Tourinho Filho apresenta conceitos, princípios, classificações e exemplos práticos nas obras.

Ele também transcreve a legislação complementar mais significativa como a Lei de Tóxicos, a Lei dos Crimes Hediondos e a Lei dos Juizados Especiais. Os livros servem para trabalhos de acadêmicos e profissionais da Ciência Jurídica.

CD Concursos Jurídicos

A estagiária de Direito, Andréa Pereira Soares, de Guarulhos (SP), ganhou o CD Concursos Jurídicos. O CD, sorteado nesta quarta-feira (29/10), reúne as provas dos principais concursos feitos nos últimos anos no Brasil. Assim, o estudante pode testar na prática os seus conhecimentos.

Cadraste-se e concorra aos livros

Revista Consultor Jurídico, 29 de outubro de 2003, 16h52

Comentários de leitores

4 comentários

Parabenizo a iniciativa da Revista Conjur, por ...

Iara Maria do Nascimento Nunes ()

Parabenizo a iniciativa da Revista Conjur, por mais esta oportunidade.

Janaína Lemes - Graduada em Direito Estes so...

Janaína Lemes ()

Janaína Lemes - Graduada em Direito Estes sorteios, são ótimos! Estou na expectativa, por esta excelente obra, já que em dezembro irei prestar o exame da OAB. Parabéns a equipe do Consultor Jurídico!

O Código de Processo Penal Comentado, de Fernan...

Hélio Contreiras ()

O Código de Processo Penal Comentado, de Fernando da Costa Tourinho Filho, é indispensável não só para os profissionais do Direito, mas também para nós, jornalistas. Em uma sociedade eticamente decadente como a nossa, precisamos, muitas vezes, consultar livros de Direito para que nossas matérias sejam corretas. Nesta sociedade, assim como temos o dever de denunciar irregularidades, temos, em contrapartida, de ter o cuidado de evitar denúncias falsas. Na realidade, somos alvos preferenciais de oportunistas que tentam usar a imprensa para se beneficiarem em diversas situações, e não só alvos daqueles que pretendem denunciar para mostrar à sociedade os desvios éticos praticados. Temos de lutar, sejam quais forem os riscos, para tornar esta sociedade mais transparente, principalmente no que diz respeito aos servidores públicos, do primeiro ao último escalão. som

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 06/11/2003.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.