Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Estratégias de mercado

Conheça os motivos para se investir em comunicação jurídica

Por 

Criar uma marca forte que funciona como alavanca de negócios

A idéia de seu nome estar sempre passando de boca em boca, estar em evidência em diferentes canais de comunicação faz com que surja uma áurea de reputação e respeitabilidade. E como a mente humana associa sucesso com mérito, a mensagem que sua marca está enviando ao mercado é: estou em evidência porque sou capaz, logo venha até mim que faremos bons negócios. A comunicação auxilia na busca por contratos mais flexíveis e rentáveis.

A Capacidade de se diferenciar está diretamente relacionada com a sua capacidade de comunicação

A reputação jurídica tem vários aspectos para que se torne verdadeira e a seriedade e competência estão entre as mais importantes. Mas, como existe um excesso de profissionais qualificados lutando igualmente por reconhecimento e espaço, você necessita investir em canais de comunicação como assessoria de imprensa e relacionamento com os clientes. Quanto mais em evidência seu nome está, em canais múltiplos da mídia, maior a probabilidade de se conquistar novas contas. Em resumo: conquistar e manter clientes.

O fato de seu nome estar em evidência traciona os melhores talentos do mercado, por entenderem que sua empresa é uma ótima vitrine profissional

O maior patrimônio de um escritório jurídico é sem dúvida a quantidade de neurônios entre suas paredes. Nenhum patrimônio físico, por maior que seja será capaz de suplantar o patrimônio intelectual. O que causa espanto é que profissionais competentes e preparados muitas vezes duram pouco tempo em certas sociedades de advogados. Falta uma política motivacional em preparar e dar condições para que eles cresçam juntos. É o espírito de equipe prevalecendo sobre o nome dos sócios. Pense nisto!

Criar profissionais mais engajados

Servir ao cliente diariamente é um trabalho difícil, cansativo e nem sempre recompensador. Por conta disto, toda a equipe do escritório deve estar sendo motivada. Sim, é preciso que os estagiários, advogados e demais membros da equipe trabalhem com gosto e alcancem suas metas profissionais. Creiam que esta tem sido uma das maiores barreiras para o adequado crescimento dos escritórios jurídicos. Um programa de incentivos internos e uma clara política de desenvolvimento profissional faz com que os melhores talentos sejam como molas propulsoras da expansão das sociedades. A equipe qualificada e motivada agrega valor para os clientes, e podem fazê-lo porque são inspiradas por um programa de incentivos. Pense em como implementar estas técnicas em seu escritório.

Desenvolver o relacionamento com os clientes

As sociedades de advogados com maior sucesso são aquelas que investem naquilo que os clientes realmente necessitam e tem como maior objetivo a paixão pela qualidade dos serviços prestados. Tenha a certeza que nem sempre sucesso financeiro significa qualidade de serviços. Busque a inovação constante nos procedimentos internos e a segmentação dos mercados como fórmula para crescer. Estar em constante comunicação com os clientes por meio de boletins informativos personalizados, relatórios estatísticos e resumidos, eventos, palestras internas e clipping setorial. Estas ferramentas auxiliam na fidelização de longo prazo e na percepção que os clientes passam a ter sobre sua empresa. Isto significa mais rentabilidade e negócios para a sua sociedade de advogados. Tenha a certeza que grandes oportunidades são perdidas por conta da falha de comunicação.

Para finalizar, um pouco de sarcasmo crítico e provocação.

As sociedades de advogados são impulsionadas por um desejo de retorno financeiro, de controles burocráticos, exploração abusiva das equipes jurídicas. Grana, bufunfa, biscoito de ouro. O dinheiro é o rei. O sucesso de um advogado é medido pelo caráter monetário que sua reputação conquista.

As honrarias da sociedade são concedidas àqueles com aparente sucesso financeiro, pois somos filhos de uma geração que trocou os valores humanistas pela lógica de mercado. É a entrega frenética ao consumo rápido, a conquista da poupança, do crédito bancário e reconhecimento imediato. Para o estudioso francês Alain Accarto, o dinheiro tornou-se um bem em si, meio e fim de qualquer atividade, sinal de êxito social e motivo de orgulho.

É o fim do humanismo no Direito. Por conta disto, defendo a idéia que o sucesso está relacionado ao lucro, a ética e ao prazer no exercício da profissão. Estimular os talentos internos, investir em qualidade de vida somam-se aos critérios técnicos, financeiros e de comunicação jurídica. Pode não ser um caminho fácil, mas com certeza é um bom caminho.

 é sócio da Selem, Bertozzi & Consultores Associados, MBA em marketing e administrador especializado em escritórios de advocacia. Autor dos livros Marketing Jurídico Essencial, A Reinvenção da Advocacia, entre outros.

Revista Consultor Jurídico, 28 de outubro de 2003, 15h11

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 05/11/2003.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.