Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Mercado em ebulição

Pequenos escritórios devem se especializar, afirma advogado.

Os pequenos escritórios de advocacia precisam se especializar para ganhar notoriedade e reconhecimento. A opinião é do advogado Jorge Nemr, do escritório Leite, Tosto e Barros Advogados Associados. Ele será um dos palestrantes do seminário "Planejamento estratégico e marketing para escritórios de advocacia", na sexta-feira (24/10), em São Paulo.

Pequenos escritórios são aqueles que têm até 10 advogados, segundo ele. Nemr explica que esses escritórios precisam aprender a maximizar o tempo. "Eles não conseguirão ser bons em tudo. Por isso, é preciso não aceitar causas fora da área de domínio que demandem tempo", afirmou.

De acordo com Nemr, os escritórios grandes têm como contratar advogados reconhecidos em diversas áreas de atuação. Mas também é preciso ter identidade em determinada área, ou seja, ser mais conhecido por pelo menos um ramo de atuação.

No seminário, o advogado debaterá estratégias, tendências de mercado, administração e gerência de sociedades de advogados. Também serão palestrantes do evento Luiz Mello Machado, do escritório Paulo Roberto Murray Advogados, Mario Leandro Campos Esequiel, gerente geral do Mattos Filho, Veiga Filho, Marrey Jr. e Quiroga Advogados e Gustavo Fortes, da empresa 'Espalha Marketing de Guerrilha'. Todos eles são especialistas em gerenciamento de empresas.

Esequiel discutirá a administração de escritórios, honorários advocatícios, redução de gastos e Tecnologia de Informação, entre outros temas. Luiz Mello Machado falará sobre recursos humanos, infra-estrutura, remuneração, Tecnologia de Informação e informatização de escritórios. Gustavo Fortes discutirá comunicação, construção da marca e marketing de guerrilha. Ele também mostrará como construir a marca do escritório sem ferir o Código de Ética da OAB.

Conheça os palestrantes:

Jorge Nemr

Advogado do Leite, Tosto e Barros Advogados, graduado pela Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo e pós graduado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV/SP), com especialização nas áreas de Direito Administrativo, Comercial e Internacional, onde atua destacadamente, tendo prestado Consultoria Jurídica para importantes grupos empresariais.

É membro e conselheiro da ICLA (International Criminal Law Association), e membro da IBA (International Bar Association), Latin American Chair do "Practice Management and Technology Committee do IBA", dos Comitês de Legislação Telecomunicações e Meio Ambiente da Câmara Americana de Comércio e do Comitê de Apoio à Exportação do Cesa - Centro de Estudos das Sociedades de Advogados.

Possui vários artigos publicados em revistas especializadas, sendo co-autor do livro "Bank Confidentiality" e colaborador da revista americana IELR - International Enforcement Law Reperter.

Luiz Eduardo Mello Machado

Nascido no Rio de Janeiro, consultor para assuntos administrativo-financeiros e trabalha no escritório Paulo Roberto Murray Advogados.

Formação Acadêmica: graduado pela Fundação Armando Álvares Penteado (Faap) em Desenho Industrial, São Paulo, 1978; Mestrado em Desenho Industrial (MID), especialização em Produto, Pratt Institute -- New York, 1982l Pós Graduação em Administração pela Universidade de São Paulo (USP), 1985.

Experiência Profissional: experiência gerencial em empresas multinaicionais como Diretor Industrial e depois Comercial da Parker Pen Ltd. e, como Gerente Geral da Forplás-Sonoco; Sócio-Diretor das empresas de Comércio Exterior PIT e ING Trade; Consultor de diversas empresas locais com ênfase em Planejamento Estratégico.

Especialidades: nas áreas Administrativas, Financeira, Comerciais, Planejamento, Marketing, Industrial e Comércio Exterior.

Mário Leandro Campos Esequiel

Graduado em Economia em 1986 pela Faap, há 3 anos é gerente geral do escritório Mattos Filho, Veiga Filho, Marrey Jr. e Quiroga Advogados, responsável pelas áreas Administrativa, Financeira, Recursos Humanos, Tecnologia da Informação, Marketing e Eventos.

20 anos de experiência nas áreas Administrativas e Financeiras de empresas do ramo de Prestação de Serviço: Unibanco; Arthur Andersen; AC Nielsen; Hertz e The Boston Consulting Group.

Membro fundador do CEAE - Centro de Estudos de Administração de Escritório de Advocacia.

Cursos de Especialização em Wharton na Universidade de Pensylvania e na Fundação Getúlio Vargas.

Gustavo Fortes Ferreira

Formado em Propaganda pela PUC/RJ em 1992, pós-graduação em Finanças no IAG Master da PUC/RJ, MBA Executivo no PDG/Ibemec e pós-graduação em New Media Management na University of London. Trabalhou na Esso Brasileira de Petróleo, no jornal O Dia e atualmente é sócio de agência Espalhe especlializada em Marketing de Guerrilha.

Serviço

"Planejamento estratégico e marketing para escritórios de advocacia"

Data: 24 de outubro de 2003 (sexta-feira)

Horário: das 14h às 19h

Local: Hotel Maksoud Plaza - Alameda Campinas, 150 - São Paulo

Valor da inscrição: R$ 630,00

Desconto de 10% para mais de dois integrantes do mesmo escritório

Serão conferidos certificados de participação

As inscrições podem ser feitas no endereço eletrônico www.uol.com.br/consultor/form/ . Outras informações podem ser obtidas pelo e-mail eventos.conjur@uol.com.br ou pelo telefone (11) 3063-2111.

Revista Consultor Jurídico, 21 de outubro de 2003, 17h59

Comentários de leitores

1 comentário

Será que essa trupe de advogados mais administr...

NOEMIA FONSECA (Advogado Autônomo)

Será que essa trupe de advogados mais administradores e marketeiros do que profissionais do direito conhecem a realidade da classe. Quanto tempo faz que esses ilustres cavalheiros não encostam o umbigo no balcão? Se é que precisaram fazer isso algum dia! O anúncio desse evento que pretende ensinar o advogado a crescer na carreira é um absurdo. O valor a ser pago parece tão pequeno para tão prósperos e bem sucedidos advogados. Por isso, que aposto na mudança da OABSP. Sou contra continuar o continuísmo. Precisamos de uma OAB mais humana que enxergue o advogado no seu contexto social, regional e cultural. Urge mudar a ótica da OAB. Confio no inconformismo do advogado. A OAB não é das estrelas, ou de uma apenas, a OAB é o advogado. Nós.

Comentários encerrados em 29/10/2003.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.