Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Racismo punido

MPF e PF apreendem computadores de grupo ligado a Ku Klux Klan

O Ministério Público Federal e a Polícia Federal apreenderam, nesta sexta-feira (10/10), em Santo Amaro (zona sul de São Paulo), dois computadores do grupo Imperial Klans of Brazil, representante brasileiro da organização racista norte-americana Ku Klux Klan, que prega a supremacia branca. O equipamento era usado para enviar mensagens racistas e atualizar o site do grupo.

O site que o grupo mantinha -- www.kkkk.net/brazil -- foi tirado do ar recentemente. Após tomar conhecimento das denúncias sobre o grupo, a Comissão de Minorias da Câmara dos Deputados pediu que a PF instaurasse inquérito policial sobre o caso.

Além dos computadores, apreendidos na casa e na empresa onde trabalhava o líder do grupo -- um adolescente de 18 anos -- a PF e o MPF apreenderam impressoras, mais de 400 páginas de impressos de conteúdo racista, livros sobre a ideologia da KKK e material publicitário da organização.

O jovem foi levado à delegacia da Polícia Federal, onde admitiu que divulgava a KKK e que havia obtido autorização da sede americana para divulgar suas idéias no Brasil. Também está sendo apurada a participação no grupo de mais três pessoas, inclusive um investigador de polícia. (MPF)

Revista Consultor Jurídico, 10 de outubro de 2003, 14h08

Comentários de leitores

1 comentário

Temos nesses tempos, uma adolescência e juventu...

José Elias dos Santos Pinheiro ()

Temos nesses tempos, uma adolescência e juventude das mais bem informadas de que a história tem notícia, nossos jovens são os mais atualizados e informados de todos os tempos...e no entanto vemos jovens completamente ignorantes, como esse de 18 anos...apoiando uma causa racista...racista? É de fato um tapado, completamente ignóbil esse rapaz...Vivemos dias em que até a ciência comprovadamente por meio do estudo genético nos prova que não existem diferenças nos seres humanos que possam caracterizar a existência das "raças", somos todos iguais...i g u a i s...queira esse rapaz ou não. E mais, não estamos geneticamente muito distante dos ratos, talvez daí se possa vislumbrar o por que de ainda existir esse tipo de pessoas no mundo...Sem intenção de denegrir os pobres ratinhos, que são sem dúvidas melhores que esses tais, "seres humanos". Atte, José Elias.

Comentários encerrados em 18/10/2003.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.