Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Pesos e medidas

Enquanto PIB cresceu 0,3%, carga tributária aumentou 2,45%.

Enquanto o PIB brasileiro no segundo semestre de 2003 cresceu 0,3% em relação ao mesmo período de 2002, a carga tributária aumentou 2,45%. A informação é do Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário (IBPT).

Em valores nominais, a arrecadação tributária cresceu R$ 39,77 bilhões e o PIB, R$ 91,05 bilhões.

Os tributos mais relevantes no primeiro semestre de 2003, em arrecadação nominal, foram o ICMS (R$ 57,58 bilhões), IR (R$ 46,08 bilhões), INSS (R$ 38,24 bilhões), Cofins (R$ 28,22 bilhões), FGTS (R$ 11,46 bilhões) e CPMF (R$ 11,27 bilhões). De acordo com o IBPT, a soma desses seis tributos representa 27,13% do PIB.

No período analisado, os tributos federais totalizaram 68% da arrecadação, os estaduais ficaram com 26% e os municipais, com 6%.

Revista Consultor Jurídico, 8 de outubro de 2003, 17h22

Comentários de leitores

4 comentários

Há hoje no Brasil é uma contida indignação: dam...

JA Advogado (Advogado Autônomo)

Há hoje no Brasil é uma contida indignação: damos a César o que é de César todos os dias. Temos uma das mais altas cargas tributárias do mundo. E no entanto, se quisermos escola que funcione (com raríssimas exceções, como a USP), temos que pagar; se precisamos de assistência médica decente, também temos que pagar; se quisermos estradas normais, igualmente temos que pagar pedágio. A segurança pública também é extremamente precária. O que é feito com os quase R$ 25 bilhões arrecadados pelo governo federal todo mês, além dos impostos estaduais e municipais ? Que voracidade é essa ? Os privilégios são grandes, mas não é possível que sejam tão grandes a ponto de fazerem desaparecer todo esse dinheiro. Alguma coisa está errada. E é necessário que esse Estado voraz tenha cautela. Na Revolução Francesa o povo invadiu os palácios e colocou todo mundo na guilhotina. Na Revolução russa de 1917 foi a mesma coisa. O povo cansou das monarquias nababescas que só sabiam arrecadar e consumir o dinheiro do povo que trabalhava e produzia. Essa reforma tributária, se aumentar a carga de impostos que pagamos hoje, fará certamente acender um sinal amarelo de “atenção”. Parece-me que a sociedade já não aceita mais a figura do Estado voraz, impostor, ineficaz e portanto inútil.

Isso é uma nova derrama! Onde está Tiradentes? ...

Raul Haidar (Advogado Autônomo)

Isso é uma nova derrama! Onde está Tiradentes? Já é chegada a hora de uma nova Inconfidência, não apenas em Minas Gerais, mas em todo o Brasil! O povo já não é contribuinte, é escravo! Servidores públicos tornaram-se senhores! Vamos mudar do País, ou O País ? Até quando ??? Cadê meu deputado??? Meu senador ??? Aloísio, Aloísio, onde estás que não me ouves ??? E aí Suplicy ???

A carga tributária no Brasil é um absurdo. M...

Sandro Carvalho ()

A carga tributária no Brasil é um absurdo. Mesmo o governo garantindo que não haverá aumento da carga tributária ela ocorrerá com certeza. O aumento da lista de serviços sujeiras ao ISS é apenas um dos exemplos. Temos que nos preparar para as novas demandas decorrentes dos desmandos que passarão a ocorrer por parte da União, Estados e Municípios.

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 16/10/2003.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.