Consultor Jurídico

Artigos

Discussão infinita

"Não é possível chegar a um consenso sobre o perfil do juiz ideal."

Comentários de leitores

3 comentários

Boa a reflexão do articulista. Texto nostálgico...

GOMES (Funcionário público)

Boa a reflexão do articulista. Texto nostálgico e romântico que, em minha opinião, transmite a agradável sensação de tratar-se, o autor, de uma excelente pessoa e, logo, de um bom juiz. Mas, gostei muito, também, dos comentários do Professor Rodolfo Pena, de São Paulo. Assim como imagino o quanto deva ser difícil para os chamados bom juízes, decidirem sobre a vida das pessoas, muitos até obrigados a sentenciar contra suas próprias convicções, por diversos motivos, como a má atuação de advogados, falta de provas etc, existe àqueles que adoram desempenhar o papel de Deus terrestre. Tal qual o professor paulista, eu conheci muito bom juiz, mas infelizmente, outros tantos péssimos. Federais, inclusive. Quando não eram acometidos de "juizite", como disse o Presidente do STF à Veja, eram carreiristas ou ingênuos. Conheci um estadual, por exemplo, que segundo os advogados militantes, era até novato na magistratura, mas de cabelos brancos - o que denunciava uma idade avançada - gostava de gritar pelos corredores e constranger testemunhas e advogados. Quanto ao réu, nem se fala. Todos o temiam, até os estagiários e funcionários. No fórum era conhecido como "o louco". Este realmente foi o pior que conheci, pois, considerava-se "o professor de Deus". Hoje, felizmente, tem muito bom juiz por aqui.

Sou dessa turma -- eu diria -- muito bem seleci...

mpbchico (Juiz Estadual de 1ª. Instância)

Sou dessa turma -- eu diria -- muito bem selecionada pela magistratura a que o colega Tadeu se refere. Parabéns pelo texto! Acho que concordo também com todos... marcos de lima porta juiz de direito -- São Paulo

Concordo plenamente com as considerações tecida...

Marcelo Henrique da Silva ()

Concordo plenamente com as considerações tecidas. Ademais, todos as pessoas - juízes ou não - buscam certa perfeição. Aliás, e não raro, buscam este estado de desenvolvimento em outras pessoas. Muito fácil é criar debates a respeito de caminhos os quais não conhecemos, formando, assim, falsas verdades (basta lembrarmos dos sofistas; inteligentes, "cultos", mas que profetizavam sofismas.) Em minha mente tenho, constantemente, a certeza: "O maior tribunal é o da nossa própria consciência", ou seja, aquilo que fazemos ou o que imaginam que fazemos esta fadado a este "único" julgamento. Grande homem, ou grande juiz, é o que sabe ponderar; não procura vencer só a guerra, mas cada batalha, uma a uma; sabe que tem dentro de si um pouco de egoísmo, o qual foi dividido na humanidade, mas o controla em prol de uma coletividade; sabe que pode errar, mas não tem medo do assumir ou corrigir. Em suma, é aquele que procura corrigir e melhorar o mundo...que esta ao alcançe de suas mãos.

Comentar

Comentários encerrados em 11/10/2003.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.