Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Chance perdida

Editora Abril não consegue direito de resposta na TV Globo

A Editora Abril não conseguiu direito de resposta no programa "Mais Você", da apresentadora Ana Maria Braga, na TV Globo. O juiz Oswaldo Cecara negou pedido da Abril, que recorrerá ao Tacrim paulista para tentar garantir o direito de resposta.

A Abril não gostou das declarações da apresentadora sobre a revista Ana Maria enquanto entrevistava o presidente em exercício do INPI, Luiz Otávio Beaklini. Ao queixar-se da demora de um processo que tramita no INPI, ela afirmou que a revista Ana Maria -- que não é de sua propriedade -- foi lançada na época em que começou a fazer sucesso na Record. Também afirmou que a revista tem conteúdo editorial de seu programa.

A Editora Abril alegou que as expressões usadas por Ana Maria foram "desonrosas" e falsearam a verdade. A TV Globo, representada neste caso pelos advogados Nilson Jacob, Rodrigo de Moura Jacob e Claudia Rolemberg, do escritório Nilson Jacob, Rolemberg Advogados Associados, argumentou que não houve equívoco nas declarações da apresentadora. Segundo os advogados, ela não disse que a revista era cópia de seu programa.

Os advogados da TV Globo argumentaram ainda que muitas pessoas pensam que a revista Ana Maria é de Ana Maria Braga. Os argumentos da emissora foram aceitos pela Justiça de primeira instância.

Para o juiz, "tudo foi dito num desabafo, diante da demora do INPI em julgar os processos de marcas que ali tramitam, pelo que se depreende, não havendo, diante do referido texto, qualquer intenção de ofender a honra da requerente ou de faltar com a verdade ou de prejudicar a mesma e nem disse que o constante da revistas seria cópia do programa da apresentadora".

Feito nº 002.03.054039-0

Revista Consultor Jurídico, 28 de novembro de 2003, 20h36

Comentários de leitores

1 comentário

É impressionante a pressão que as Organizações ...

Armando Mendes (Professor Universitário)

É impressionante a pressão que as Organizações Globo tentam fazer na opinião pública, diante de seus objetivos estratégicos. O nome Ana Maria, antes de ser da apresentadora, era de pelo menos 4 conhecidas minhas. Além disso, a Editora Abril registrou anteriormente a marca da revista. Posso falar, pois acabamoso de ganhar uma ação em primeira instância contra a NET RIO, que tramitou no Fórum da Barra da Tijuca. Sabem porque? Por que a empresa das Organizações feriu um contrato e, não satisfeita, veiculou um progama de tv nosso no cabal eventual SEM AUTORIZAÇÃO PRÉVIA para inviabilizar a permanência da VINDETV que ocupava a grade do mesmo. Foram 848 horas de exibição da mesma fita!! Uma verdadeira humilhação a que fomos submetidos. Estamos recorrendo para aumentar o valor da condenação e exigiremos os danos morais para nós sócios da produtora. GLOBO É ISSO AÍ!!

Comentários encerrados em 06/12/2003.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.