Consultor Jurídico

Artigos

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Porque voto em Uzzo

Miguel Reale Júnior conta porque votará em Uzzo para a OAB-SP

Por 

Após a análise das propostas, decidi apoiar Valter Uzzo convencido de que haverá, sob sua gestão, o fortalecimento ético, profissional e a afirmação institucional da Ordem no plano político, social, com transparência nos objetivos e condutas.

As eleições da OAB paulista acontecem em um momento importante, quando as instituições ligadas ao Judiciário, em todos os graus, encontram-se em crise. Se há delegados, policiais, juízes e promotores envolvidos em escândalos, é porque também têm advogados corruptores.

A ética tem que atingir todas as instituições em todos os seus graus. Nós, advogados, temos que realizar uma cruzada ética. Esse movimento deve se assemelhar ao ocorrido durante o regime militar, quando a crise era semelhante a que vivemos atualmente. Naquele momento os advogados se posicionaram pela democracia. Apesar de alguns terem servido à ditadura, a maioria permaneceu na luta contra o arbítrio. Temos que fazer uma cruzada parecida, só que agora pela ética na profissão e nas instituições. Por isso apóio Valter Uzzo, porque conheço suas atuações nesse sentido.

Estudei as propostas de Valter Uzzo durante mais de um mês e a poucos dias das eleições estou seguro dos benefícios que trarão aos advogados paulistas, à Justiça como um todo. Creio que, com seu trabalho, a OAB seja um instrumento dessa recuperação tão necessária à Justiça.

Miguel Reale Júnior é advogado em São Paulo e ex-ministro da Justiça.

Revista Consultor Jurídico, 24 de novembro de 2003, 14h03

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 02/12/2003.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.