Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Punição no Rio

Elias Maluco é condenado a 18 anos de prisão por tráfico de drogas

Elias Pereira da Silva, o Elias Maluco, foi condenado pela 23ª Vara Criminal do Rio de Janeiro a 18 anos de prisão, pelos crimes de tráfico e associação para o tráfico de drogas. No mesmo processo, também foram condenados os traficantes Fernando Sátiro da Silva, o Frei, Everton César dos Santos, o Nilo, e Reinaldo Amaral de Jesus, o Cabê.

Segundo o Ministério Público, Elias Maluco opera uma poderosa quadrilha de tráfico de entorpecentes e se impõe pela extrema violência e brutalidade. A denúncia diz ainda que os réus são integrantes da facção criminosa "Comando Vermelho" e exerciam o tráfico de entorpecentes nas favelas que compõem o "Complexo da Penha".

Elias Maluco foi condenado a 18 anos de prisão pelos dois crimes. A pena foi fixada acima do mínimo legal, devido às várias anotações criminais existentes em sua ficha de antecedentes. Frei e Cabê foram condenados a seis anos, enquanto Nilo, que neste processo responde apenas por associação para o tráfico, pegou uma pena de oito anos. Flávio Reginaldo dos Santos, vulgo Buda, inicialmente incluído na denúncia, morreu antes da sentença. Os sentenciados deverão cumprir a pena em regime integralmente fechado.

Em dezembro de 2002, Elias Maluco já havia sido condenado a 13 anos de prisão, também por tráfico e associação para o tráfico de drogas, no processo que envolve o cantor Marcelo Pires Vieira, o Belo.

Ele também é réu em dois outros processos no TJ: no I Tribunal do Júri, ele responde por formação de quadrilha, homicídio e ocultação do cadáver do jornalista Tim Lopes, além da tentativa de homicídio de cinco policiais no Complexo do Alemão, em janeiro do ano passado. Da acusação de envolvimento no seqüestro de Eduardo Eugênio Gouvêa Vieira Filho, ocorrido em 1995, ele foi absolvido por falta de provas. (TJ-RJ)

Revista Consultor Jurídico, 11 de novembro de 2003, 16h42

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 19/11/2003.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.