Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Olho por olho

Duas chapas disputam o comando da OAB de Santa Catarina

Na próxima segunda-feira (17/11), os advogados de Santa Catarina vão às urnas para escolher os novos comandantes da Seccional da OAB no Estado. Duas chapas estão no páreo: a oposicionista "Nova Ordem" e a situacionista "Cidadania".

A chapa Nova Ordem tem a seguinte composição: João Leonel Machado Pereira, candidato a presidente; Luis Fernando da Rocha Roslindo, vice-presidente; Anselmo da Silva Livramento Machado, secretário-geral; Vilson Sandrini Filho, secretário-adjunto; Lecyan Mendes Slovinski, tesoureiro; e Evelyn Küerten Limaco, presidente da Caasc.

Leonel é advogado há mais de 35 anos e professor da UFSC há mais de 32. Também é professor da Escola Superior de Advocacia. Foi juiz efetivo do TRE-SC, conselheiro da OAB-SC, secretário da Caixa de Assistência da OAB-SC e presidente da Comissão de Ética da Seccional.

Roslindo, o candidato a vice, é advogado há 18 anos, possui escritórios nas cidades de Jaraguá do Sul e Joinville. É membro da Câmara de Relações Trabalhistas da Fiesc e da Comissão de Intermediação para Assuntos Externos do TRT da 12ª Região. Foi conselheiro da OAB-SC nos triênios 1998/2000 e 2001/2003.

Confira algumas as propostas da chapa Nova Ordem:

-- Restauração da credibilidade da instituição

-- Restauração do bom relacionamento com o poder judiciário, mantendo--se a independência da oab sc

-- Criação da subseção da capital

-- Revisão do regimento da OAB--SC

-- Criação da comissão de defesa das prerrogativas dos advogados catarinenses

-- Democratização na escolha dos representantes dos advogados

-- Democratização do acesso à instituição para os advogados

fim da reeleição

-- Banco de dados de intimações do advogado do diário de justiça

-- Revisão do ensino jurídico e exame de ordem

-- Programas de aprimoramento jurídico e novas áreas de concentração

-- Reuniões itinerantes do conselho estadual

-- Aprofundar a luta da oab sc em defesa dos direitos humanos

-- Transparência das informações contábeis e financeiras

-- Transparência na contratação de serviços e compras

-- Reformulação do funcionamento da defensoria dativa

-- Readequação do valor da anuidade e das taxas administrativas

-- Renegociação das inadimplências com a oab sc, em sistema de compensação

-- Fim da cobrança da taxa para sociedade de advogados

-- Redução da anuidade para os recém--formados

Propostas para a Caasc:

-- Administração participativa

-- Interiorização da gestão

-- Transparência das informações contábeis e financeiras

-- Humanização dos serviços versus mercantilismo

-- Plano de saúde compatível com a realidade de mercado

-- Convênio com clínicas médicas e odontológicas no interior

-- Cash hospitalar

-- Instalação da casa de trânsito do advogado

-- Criação do fundo de auxílio ao advogado

-- Implantação da cooperativa de crédito e incentivo à profissão

-- Criação de bolsas de emprego

A chapa Cidadania é composta por Adriano Zanotto, candidato a presidente; José Geraldo Ramos Virmond, vice-presidente; Ângela Regina da Cunha Leal, secretária-geral; Anita Gomes Vieira, secretária-geral adjunta; Danilo Linhares Costa, tesoureiro,

Zanotto, que tenta a reeleição, foi presidente da Comissão de Defesa do Consumidor, da Comissão de Processos Ético-Disciplinares e da 4ª Câmara Julgadora da OAB-SC. Também já foi secretário-geral adjunto e secretário-geral da Seccional.

O candidato à Presidência da Caasc, Paulo Borba, foi conselheiro e presidente da Subseção de Blumenau. Atualmente é vice-presidente da OAB-SC.

Confira algumas propostas da chapa Cidadania:

-- Intensificar os esforços na regionalização da tabela de honorários.

-- Realizar reuniões periódicas com os coordenadores dos cursos de direito e promover a aproximação da OAB.

-- Modernizar mecanismos de publicidade para inserção do jovem advogado no mercado de trabalho.

-- Criação da Ouvidoria do Advogado (Ombudsman), através de link na homepage da OAB-SC e também por meio telefônico.

-- Uniformização dos procedimentos nos cartórios judiciais (vistas e carga, desarquivamento de autos, critérios de conclusão e despacho, etc.).

-- Instalação de postos bancários nos fóruns.

-- Intervir junto ao TJ-SC para que seja dada prioridade aos processos com alvará judicial.

-- Lutar pelo retorno do horário de funcionamento dos fóruns (8h).

Algumas propostas para a Caasc:

-- Implantar livrarias regionais para que sejam pólos de agilização da distribuição do acervo da OAB Livros.

-- Ampliar a rede de convênios junto aos médicos, clínicas, laboratórios, serviços hospitalares, etc.

-- Criar escritórios virtuais em outras comarcas, possibilitando ao advogado recém-formado novas oportunidades de fixação no mercado de trabalho.

Revista Consultor Jurídico, 11 de novembro de 2003, 15h39

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 19/11/2003.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.