Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Corrida à Justiça

Sesc e Senac acusam ex-presidente de causar prejuízo milionário

O Sesc e o Senac entraram na Justiça contra o ex-presidente das entidades, no Distrito Federal, Sérgio Koffes. As entidades nacionais alegam que Koffes causou um prejuízo de aproximadamente R$ 4 milhões durante seu mandato nas regionais do Distrito Federal. Por enquanto, já foram interpostas cinco ações ordinárias de reparação de danos. São três de autoria do Sesc e duas do Senac.

Houve intervenção na administração do Sesc do Distrito Federal por causa de supostas irregularidades apuradas em inquérito na gestão de Koffes. Ele era presidente da Federação do Comércio do Distrito Federal. As entidades, nos termos da legislação, são comandadas pelo presidente da Federação do Comércio.

O Sesc e o Senac são representados pelos advogados Alfredo Brandão e José Bandeira da Rocha Neto, sócios no escritório Alfredo Brandão & Bandeira Neto. Na petição, Brandão argumentou sobre o que considera "ser verdadeira apropriação da poupança do trabalhador, já que os beneficiários das receitas e serviços -- tanto do Sesc quanto do Senac -- são comerciários e seus dependentes, o que agrava ainda mais a situação do réu".

Para ele, Koffes "impediu as instituições de prestar efetiva assistência social aos comerciários e até assistência social de forma complementar ao Estado".

Os advogados estudam a possibilidade de ampliação do pólo passivo das ações para inclusão de outros eventuais responsáveis pelos supostos prejuízos.

Revista Consultor Jurídico, 8 de novembro de 2003, 10h36

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 16/11/2003.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.