Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Sangue novo

TJ do Rio Grande do Sul empossa três desembargadoras

O Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul empossou três desembargadoras na segunda-feira (3/11). Foram promovidas as magistradas Fabianne Breton Baisch e Isabel de Borba Lucas, ao lado da procuradora de Justiça Angela Terezinha de Oliveira Brito, que ocupa vaga do quinto constitucional. Com as novas integrantes, a segunda instância passa a contar com 17 julgadoras e 108 magistrados.

Após assinarem o termo de compromisso de posse e receberem o ato de promoção, foram saudadas pela desembargadora Elaine Harzheim Macedo, integrante da 17ª Câmara Cível do TJ gaúcho.

A desembargadora Angela Terezinha de Oliveira Brito, em seu discurso, disse que não medirá esforços para honrar a posição. "Deixo uma parte da minha história profissional para aceitar um novo desafio que reputo como um saudável e profícuo recomeço", afirmou. Homenageando o Ministério Público do Estado, de onde traz toda sua formação profissional, citou a constante busca pelos mais altos valores da Justiça.

A desembargadora Isabel de Borba Lucas afirmou que o "direito é uma função árdua e bela, onde fazer justiça é o alvo, a tarefa, a missão e o sacerdócio do juiz".

O período turbulento em que o Poder Judiciário se encontra foi mencionado pela desembargadora Fabianne Breton Baisch, "quando se descortina a nítida tentativa de lhe diminuir a expressão nacional, erigindo-o à condição de único responsável das mazelas da sociedade". Para ela, "a Justiça luta tenazmente pela cidadania, mas os cidadãos parecem não ouvi-lo, por quê têm a audição sufocada pelos gritos de interesses escusos". (TJ-RS)

Revista Consultor Jurídico, 4 de novembro de 2003, 15h55

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 12/11/2003.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.