Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Roberto é 13

Roberto Ferreira tenta pela terceira vez ser presidente da OAB-SP

A terceira chapa a se inscrever na disputa pelo comando da OAB paulista é encabeçada pelo advogado Roberto Ferreira. Esta e a terceira vez que o advogado tenta alcançar o posto de presidente da Seccional. Seu maior cabo eleitoral é o cacique José Roberto Batochio, ex-presidente do PDT-SP e da OAB.

Ao seu lado, na chapa, estão dois candidatos que já disputaram o comando da OAB-SP: Euro Bento Maciel, agora candidato a vice; e Cyro Kusano, postulante a secretário-geral. O conselheiro (dissidente) da atual gestão, Alberto Rollo, concorre à tesouraria; e Gisela Zilsch, à presidência da Caixa de Assistência dos Advogados (Caasp).

Ferreira também conta com o apoio de Fernando B. Pinheiro, presidente do Comitê de Legislação da Câmara Americana de Comercio de São Paulo (Amcham-SP); do advogado Antônio Fernando Pinheiro Pedro; de Carlos Alberto Manfredini, dirigente da Associação dos Advogados Criminalistas de São Paulo (Acrimesp); e de Benedito Guido Soares.


O candidato foi presidente da Caasp, da Comissão de Prerrogativas e da Comissão de Estágio e Exame de Ordem da OAB paulista.

A seu favor, Ferreira tem o fato de a situação ter-se esfacelado em pelo menos quatro candidaturas de diferentes matizes. Essa pulverização o ajuda. Outro fator positivo é a competência com que organizou suas campanhas anteriores. Embora derrotadas, sempre chegaram muito perto do sucesso, em condições adversas.

Contra ele, Ferreira arrasta o desgaste dos ataques e acusações das campanhas passadas. A principal acusação diz respeito aos gastos de sua gestão à frente da Caasp, tidos por inexplicados. As duas últimas administrações tentaram votar esses contas com o fito de rejeitá-las. Ferreira, contudo, conseguiu evitar essa apreciação até hoje recorrendo ao Judiciário.

Um enigma, que poderá decidir o futuro de sua candidatura é o apoio de Batochio. A capacidade eleitoral do ex-deputado, em número de votos, praticamente dobrou na segunda eleição de que participou, como candidato à Câmara. Mas não foi suficiente para que ele se elegesse. Se o eco de sua campanha estiver presente na memória do eleitor, isso poderá ser decisivo tanto no resultado de Ferreira quanto no índice de rejeição -- raciocínio que serve também para a candidatura de D'Urso em relação a Rubens Approbato e de Vitorino Antunes em relação a Mariz de Oliveira.

O candidato não respondeu ao questionário enviado pela revista Consultor Jurídico. O endereço do site de Roberto Ferreira é www.chapaoposicaounida.com.br.

Revista Consultor Jurídico, 2 de novembro de 2003, 15h34

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 10/11/2003.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.