Consultor Jurídico

Reação legal

Juízes querem penas maiores para crimes contra juízes

O Congresso Nacional deve receber em breve um novo projeto de lei que torna mais pesadas as penas para crimes contra autoridades que detenham funções de prevenção, combate e julgamento de crimes, bem como de fixação e execução de penas criminais.

A informação é da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB) na nota emitida para repudiar o assassinato do juiz José Antonio Machado Dias. Na manifestação a entidade anuncia também a criação de uma comissão para acompanhar "até o final, a apuração dos fatos brutais que levaram ao homicídio do juiz".

Leia a manifestação da AMB:

Nota da Associação dos Magistrados Brasileiros

sobre o assassinato do juiz em Presidente Prudente

A ASSOCIAÇÃO DOS MAGISTRADOS BRASILEIROS -- AMB, ao ensejo do assassinato do juiz corregedor dos presídios de Presidente Prudente (SP), José Antonio Machado Dias, vem a público manifestar o seguinte:

1. A escalada do crime organizado no Brasil chegou a níveis intoleráveis, demonstrando que o Estado nacional não está aparelhado adequadamente para a reversão de tão dramático quadro de instabilidade;

2. Há necessidade urgente de que os três Poderes da República e o Ministério Público, conjuntamente, planejem o enfrentamento eficaz do grave quadro existente, convocando a sociedade para um esforço cívico, consubstanciado em enfática concentração de energia material e moral no sentido de diminuir consideravelmente a chaga da criminalidade organizada e da impunidade no Brasil;

3. É necessário que os agentes do Estado que tratam da questão da criminalidade tenham especial proteção contra a mesma, inclusive com legislação que agrave as penas daqueles que atentem contra a sua vida e a sua integridade física;

4. A AMB apresentará ao Congresso Nacional proposta de alteração do Código Penal, agravando especialmente as penas dos delitos cujas vítimas sejam autoridades públicas que detenham funções de prevenção, combate e julgamento de crimes, bem como de fixação e execução de penas criminais;

5. A AMB designará uma comissão de magistrados para acompanhar, até o final, a apuração dos fatos brutais que levaram ao homicídio do juiz José Antonio Machado Dias.

Brasília, 15 de março de 2003

CLÁUDIO BALDINO MACIEL

Presidente

A respeito do mesmo assunto leia também:

15/3/2002 -- Alerta Geral

Assassinato de juiz mobiliza entidades contra o crime

15/3/2002 - Poder nefasto

Juízes federais cobram ações mais efetivas do governo

Revista Consultor Jurídico, 15 de março de 2003.




Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 15 de março de 2003, 16h20

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 23/03/2003.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.