Consultor Jurídico

Comentários de leitores

9 comentários

Parabéns ao advogado Luis Fernando, pela corage...

Evair Sampaio ()

Parabéns ao advogado Luis Fernando, pela coragem e atitude, pois concorde-se ou não com o mérito da ação popular, o exemplo dado é digno de aplausos, uma vez que o advogado teve coragem para utilizar-se dos poucos instrumentos que o cidadão comum possui para exercer sua cidadania e fazer a Democracia respirar. Trata-se de um exemplo a ser seguido por todos que não concordem com os atos da Administração. Exercer a cidadania não é ficar resmungando e reclamando, ou apenas votar. Vejamos qual vai ser a atitude do STF. Quanto aos comentários do Sr. Carlos Júnior, apenas temos a lamentar que tal senhor seja professor, pois que "cabeças" ele estará formando? Já que não sabe como funciona um Estado Democrático de Direito e apresenta comentários cheios de preconceitos e ironias. Será que o Dr. Luis Fernando conseguirá mais clientes com isso? Acho que sim, pois seus clientes saberão que seu advogado não tem medo de "cara-feia" e os defenderá custe o que custar.

Caro Prof. Carlos Júnior de Belém do PA, provav...

Hermes Soares (Advogado Autônomo - Trabalhista)

Caro Prof. Carlos Júnior de Belém do PA, provavelmente o Sr. não deve ser advogado, muito menos jurisdicionado, que necessite dos serviços do Poder Judiciário, pois sua atitude apenas demonstra o egóismo da classe que o Sr. representa. Esclareço ao Sr., que a Ordem dos Advogados do Brasil, já possui o Tribunal de Ética que através do princípio da ampla defesa e do contraditório, e mais o princípio da legalidade apura denuncias de maus advogados, sendo que cerca de 90% ou mais dessas denuncias são infundadas, portanto o Sr. está muito mau informado, ou mau intencionado, tentando desvalorizar a classe advocatícia. A classe dos Advogados não é contra o inconformismo dos Magistrados, pois estes devem exercer sua atividade com integridade, e a mudança previdenciária, poderá causar problemas irreversiveis a ordem democrática brasileira, no entanto, devem protestar seu inconformismo dentro do princípio da legalidade, não podendo exceder, eis que tal atitude não prejudicará o governo, mas sim a todo o povo brasileiro, e a democracia brasileira. Sendo assim a atitude do colega que o Sr. tanto criticou, demonstra o inconformismo do povo brasileiro, e não um protesto isolado, sendo tal atitude amparada pelos prununciamentos do próprio Presidente do STF, portanto o egoismo de sua classe, apenas justifica ainda mais a atitude do Colega, que desde já, prestamos nossas homenagens, pois representa a vontade do Povo.

Ilustre cidadão brasileiro, a sociedade seria m...

Luiz Cláudio Souza Pinto ()

Ilustre cidadão brasileiro, a sociedade seria muito mais justa se todos exercecem sua cidadania em sua plenitude. Os magistrados devem assegurar seus pretensos direitos, via meios legais, um poder realizar greve sem respaldo constutitucional representa grave prejuizo à democracia. Parabens

O Ajuizamento da ação popular deve ser analisad...

1912242q (Advogado Assalariado - Empresarial)

O Ajuizamento da ação popular deve ser analisada com muita serenidade e sem corporativismo. Se realmente vivemos em Estado Democrático de Direito, a atitude do autor da ação deve ser respeitada. Enquanto o Supremo Tribunal Federal não se pronunciar, as críticas e os elogios devem ser cometidos. Se houver a paralização do Judiciário, estaremos legitimidos a usar a força ante um inesperado conflito? Entendo que os funcionários públicos devam protestar, nos termos da legalidade, mas não podem olvidar da grave situação em que se encontra a população brasileira. Basta olhar um palmo à nossa frente e à miséria e degração humanas vertem ao nosso redor. Espero sinceramente que nesse inusitado conflito impere o bom senso e as vaidades sejam deixadas de lado. Mario

Esse Sr. Carlos Junior, de Belem, PA, não tem m...

Edson Soto Moreno ()

Esse Sr. Carlos Junior, de Belem, PA, não tem mais nada a fazer na vida, além de ficar atacando advogados? Deve tratar-se de mais um caso de funcionário público com excesso de trabalho...

Marcelo Siqueira. Apoio ao companheiro; O eng...

Marcelo Siqueira Campos ()

Marcelo Siqueira. Apoio ao companheiro; O engraçado é que esses "Excelentíssimos Senhores" ganham o teto do funcionalismo público; Será que eles não enxergam o quantum nós cidadãos, precisamos dessa classe para somar-mos força e juntos conseguirmos colocar ordem neste Brasil. Uma greve do Judiciário neste momento, só enrolaria ainda mais o Brasil.

Apóio a atitude, como já dito por outros colega...

Priscila Gomes ()

Apóio a atitude, como já dito por outros colegas, muito corajosa de sua parte. E não se deixe atingir por quem atira pedras, pois até mesmo eles serão beneficiados por esta ação popular. Ação que aliás, muito do que foi escrito em seu bojo eu já defendi como sendo meu ponto de vista em debates aqui no conjur. Já diziam os mais velhos - sabiamente: "Não rebata um erro com outro erro!" Se pontos da proposta da reforma estão desfavoráveis, e os criadores estão errados, deve-se conversar, resolver de maneira consciente e ponderada, a fim de chegar a um senso comum, e Não errar também! Parabéns, Boa sorte! e continue sempre assim, com o caráter e coragem demonstrados, e se preocupando com o povo, mais uma vez, hipossuficiente - que sempre se sai mal na história. Orgulhe-se dessa importante participação. Isso é cidadania.

Caro, colega, parabens pela coragem, poucos são...

Eliane Abreu ()

Caro, colega, parabens pela coragem, poucos são os que encaram os magistrados, mostrando os seus erros, pois estes nunca erram, equivocam-se, esquecem da igualdade existente por lei, entre eles, advogados e promotores, e para falar a verdade, esta greve não mudara em nada os andamentos processuais, pois todos tem tempo para tudo, viagens, dar aulas, licenças, ferias, etc., não trabalham 8 horas diarias para fazerem jus ao seus salarios, muitos chegam as 14 horas e saem as 17, pensando bem, esta greve só gera efeitos se aderida por mais 1 ano.

Parabéns pela atitude, muito corajosa mas preci...

Dr Eraldo Dantas Assunção (Advogado Autônomo)

Parabéns pela atitude, muito corajosa mas precipuamente inerente a todos que se prezam advogar com vistas para toda sociedade, e pela belíssima redação jurídica.

Comentar

Comentários encerrados em 6/08/2003.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.