Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Ciranda política

Batochio renuncia e Brizola assume PDT em São Paulo

O dirigente nato da OAB que mais degraus galgou na política paulista, José Roberto Batochio, que já foi presidente da Associação dos Advogados de São Paulo (Aasp), da OAB paulista e do Conselho Federal da Ordem, renunciou a presidência do Partido Democrático Trabalhista, o PDT, no Estado. A renúncia ocorreu no dia 4 de julho.

Segundo publicou o jornal Valor Econômico, Leonel Brizola -- presidente nacional da legenda que assumiu também a direção do partido em São Paulo -- o "gabinete de Batochio caiu por falta de governabilidade" e "porque política não era seu forte". Brizola disse que o partido precisa ser reconstruído no Estado.

O conselheiro não foi à posse da nova diretoria do partido. Brizola negou que tenham brigado. A justificativa oficial para a ausência de Batochio foi que ele estaria viajando.

A expectativa é de que Brizola fique na presidência do PDT em São Paulo por cerca de dois meses. Depois disso, assumiria seu vice, o sindicalista Paulinho (Paulo Pereira da Silva), presidente da Força Sindical.

Revista Consultor Jurídico, 11 de julho de 2003, 18h33

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 19/07/2003.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.