Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Planos e metas

Caldas Gois lança oficialmente candidatura na OAB do Maranhão

Após três décadas de atuação na OAB do Maranhão, o advogado José Caldas Gois lança nesta sexta-feira (11/07) sua candidatura à presidência da instituição, encabeçando a chapa "Doroteu Ribeiro". O lançamento oficial será no Rio Poty Hotel, em São Luís (MA).

Os integrantes do comitê de campanha enfatizam o apoio da maioria absoluta dos conselheiros e expressivo número de advogados à candidatura de Caldas Gois. Entre suas metas, o candidato destaca o intuito de ampliar o trabalho que já vem sendo feito na OAB-MA, bem como implementar ações que atendam às demandas da categoria.

A luta pela melhoria do acesso à Justiça também é um compromisso firmado por Caldas Gois para uma futura administração na Conselho Seccional da OAB-MA. "Vamos trabalhar pela ampliação do quadro de defensores públicos e redução das custas judiciais, para que a demanda estadual seja atendida e o acesso da população à Justiça seja democratizado", assinala.

Carreira

O advogado José Caldas Gois tem 37 anos de dedicação exclusiva à advocacia. Atualmente, seu escritório, um dos mais renomados do Estado, conta com seis advogados, quatro estagiários e quatro funcionários, tendo como sócio o filho, José Caldas Gois Júnior.

Sua atuação nas atividades ligadas à OAB-MA teve início em 1973. Teve papel decisivo nas conquistas e lutas da instituição perante a classe que representa e à sociedade. Teve participação desde a aquisição do primeiro imóvel próprio da entidade, no início dos anos 80, até a construção da nova sede, no Calhau, viabilizando os trâmites necessários, e colaborando com o presidente da Ordem, Raimundo Marques, no sentido de tornar realidade o antigo sonho dos advogados maranhenses.

Perfil

Nascido em Roça Velha, no município de Santa Quitéria do Maranhão, e filho de lavradores, José Caldas Gois teve o seu primeiro contato com os livros somente aos 10 anos de idade, quando foi levado por uma família de amigos para residir em São Luís.

Dessa época para cá, fez de suas conquistas nos campo profissional e pessoal, alicerces para lidar com as adversidades que surgiram. "Venci a barreira da exclusão", resume.

Caldas Góis é casado há 38 anos com Maria de Lourdes Marques Gois e tem dois filhos, Maria Lúcia e José Caldas Gois Junior, também advogado, e seu sócio.

Compromissos

A indicação da maioria absoluta dos conselheiros da OAB e o apoio de significativo grupo de advogados foram preponderantes para que Caldas Gois aceitasse concorrer à sucessão da administração atual da entidade.

Comprometido com os interesses da classe advocatícia maranhense, o candidato Caldas Góis estabeleceu suas metas para uma futura administração na Ordem, baseado no projeto coletivo da categoria, com intuito de consolidar as ações do atual presidente da OAB-MA, Raimundo Marques, e avançar nas atividades da instituição. As propostas são:

1. fortalecer a Comissão de Defesa e Prerrogativas do advogado para que prossiga na luta em defesa dos advogados, tanto na capital, como em todos os rincões do Estado, contra quem quer que insista em violar seus direitos e prerrogativas, promovendo contra os ofensores, os desagravos e representações apropriadas;

2. lutar pela realização dos parâmetros de qualidade no ensino jurídico, constantes da carta do 1º Seminário de Ensino Jurídico do Maranhão;

3. avançar, através da ESA - Escola Superior de Advocacia, o processo de aperfeiçoamento e especialização dos advogados, tanto no âmbito da Seccional, como no de todas as Subsecções do Estado;

4. insistir na reivindicação junto ao Governo do Estado do Maranhão e do Município de São Luís, para que os advogados do serviço público tenham um piso salarial digno;

5. melhorar a qualidade de vida dos advogados, com a edificação de uma sede social apta a, através da Caixa de Assistência dos Advogados do Maranhão - CAAMA, propiciar lazer e atividade física a toda a categoria;

6. criar uma cooperativa de crédito, destinada a propiciar aos advogados o acesso a um serviço bancário digno, com qualidade e baixo custo;

7. envidar esforços para instalar em sedes próprias as Seccionais de Caxias, Bacabal, Presidente Dutra e Balsas e para reformar e ampliar a de Imperatriz;

8. continuar a luta para que a Justiça não seja um privilégio de poucos, mas um direito de todos. (Insistir no projeto da redução das custas judiciais e extrajudiciais, hoje em patamares incompatíveis com a capacidade contributiva do povo maranhense; na ampliação do quadro de defensores públicos e na criação de novas varas);

9. lutar, com rigor, contra o nepotismo no serviço público, especialmente, na esfera do Poder Judiciário;

10. ampliar a atuação do Escritório Experimental, que deverá funcionar em novo local, no Centro da Cidade, antiga sede da OAB;

11. continuar, através das Comissões de Direitos Humanos e de Direitos Sociais, a vigília cívica contra toda e qualquer violação aos princípios constitucionais da cidadania, da dignidade da pessoa humana e dos valores sociais;

12. sem prescindir da experiência e da contribuição dos atuais Conselheiros, nos diversos órgãos da OAB, promover a uma renovação no atual Conselho, com a participação de novos advogados e advogadas;

13. fortalecer todas as comissões, para que possam cumprir suas atribuições efetivamente;

14. dar nova estrutura ao Egrério Tribunal de Ética, no sentido de que ele possa efetivamente cumprir suas funções com agilidade. (OAB-MA)

Revista Consultor Jurídico, 10 de julho de 2003, 12h41

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 18/07/2003.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.