Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Ponto final

Ministro do STF manda arquivar acusações contra Edir Macedo

Os bispos Edir Macedo e Marcelo Crivella -- atualmente senador -- não devem responder acusações de crimes contra a ordem tributária, contra o sistema financeiro nacional, formação de quadrilha e falsidade ideológica na operação de compra da Rede Record e emissoras pela Igreja Universal do Reino de Deus.

A decisão é do ministro do Supremo Tribunal Federal, Carlos Velloso, que decretou a extinção da punibilidade dos indiciados. Motivo: prescrição da pretensão punitiva. O ministro acolheu parecer do subprocurador-geral da República, Wagner Natal Batista, e determinou o arquivamento do Inquérito Policial nº 680-SP.

Segundo Velloso, "há mais de doze anos este inquérito perdura, sem que qualquer medida tenha sido tomada em relação aos crimes investigados nos autos".

Revista Consultor Jurídico, 4 de julho de 2003, 16h35

Comentários de leitores

2 comentários

Fernando, E de quem é mesmo a culpa por ser...

Sandra Paulino (Advogado Autônomo)

Fernando, E de quem é mesmo a culpa por ser mantido tantos anos na função, o juiz Antonio Carlos da Rocha Matos? Ninguém sabia que ele era ladrão? Ninguém recebeu JAMAIS uma só representaçãozinha contra ele? Se entendi bem, agora a culpa pela prescrição é dos acusados? Ah... e a demora de 12 anos (citando prazo que você refere porque eu mesma não tenho a fonte) se deve a quem e por quê? Sandra Paulino

Posso tentar advinhar porquê se operou a prescr...

Fernando José Gonçalves (Advogado Sócio de Escritório)

Posso tentar advinhar porquê se operou a prescrição da pretensão punitiva ? Doze anos de tramitação de um inquérito cujo Juízo prevento era titulado pelo vendedor de sentenças, O ex-Juiz ROCHA MATOS. Acertei ?

Comentários encerrados em 12/07/2003.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.