Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Fora do ar

Globo.com tira do ar slogan em que chama provedores de 'resto'.

O Conselho Nacional de Auto-Regulamentação Publicitária (Conar) pediu à Globo.com para tirar do ar o slogan de assinatura: "Globo.com -- o resto é só Internet". O provedor Universo On Line (UOL) acionou o Conar quando a Globo.com começou a campanha de assinatura em que mostrava a imagem do discurso do presidente americano George Bush sobre a guerra no Iraque e, em seguida, a frase considerada "depreciativa" pelo UOL. A Globo.com acatou a sugestão do Conar e tirou a expressão do ar.

Segundo a advogada do UOL, Taís Gasparian, o slogan da Globo.com "menospreza os outros provedores de Internet".

A Segunda e Quarta Câmaras do Conselho de Ética do Conar recomendou a alteração do anúncio com base nos artigos 1º, 3º, 4º, 23, 27 e 50 letra "b" do Código Brasileiro de Auto-regulamentação publicitária.

"A Câmara decidiu reprovar inteiramente a expressão 'o resto', por entendê-la denegridora a todos os concorrentes, em qualquer contexto", afirmou o Conselho.

Participaram do julgamento -- no início de junho -- os conselheiros Ênio Vergeiro, Carlos Eduardo Toro, Paulo Chueiri, Paulo Henrique Montenegro, Claudia Wagner, Hiram de Souza, Carlos Chiesa e José Manoel Cascão Costa.

Representação nº 119/03

Revista Consultor Jurídico, 4 de julho de 2003, 15h51

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 12/07/2003.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.