Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Pirataria combatida

Lula e parlamentares recebem 'disco de ouro' contra a pirataria

O cantor e compositor Gabriel o Pensador, entregou hoje (2/7) ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva um disco de ouro como forma de homenageá-lo pela rapidez na aprovação da lei contra a pirataria.

Segundo o músico sertanejo Gean, da dupla Gean e Giovane, a lei, aprovada em maio passado, beneficia, de uma forma geral, todo o mercado fonográgico. "Viemos dizer o nosso muito obrigado e parabenizar o presidente, que já fez tanto, em tão pouco tempo de governo", afirmou o músico, ao sair da reunião com Lula.

O vocalista Rogério Flausini, do grupo Jota Quest, disse que a lei não resolve o crime, mas já é o primeiro passo, porque aumenta a pena para quem se envolver com a pirataria. "A conscientização da população contra a pirataria também é muito importante", afirmou o músico.

Boa causa

O presidente do Senado, José Sarney, também recebeu nesta quarta-feira, um "disco de ouro" das mãos da cantora Alcione, em nome da Associação Brasileira dos Produtores de Discos (ABPD), por ter colaborado com aprovação de lei.

Diversos artistas estiveram presentes à cerimônia para entrega das placas contendo discos em material dourado a 10 parlamentares que auxiliaram na tramitação do projeto. Estiveram na cerimônia músicos dos grupos Jota Quest, Rouge, É o Tchan e as duplas Gian e Giovanni, Pedro e Thiago, além de Gabriel o Pensador e Alcione.

Sarney recebeu o prêmio ao lado do presidente da Câmara dos Deputados, João Paulo Cunha, e disse que nunca esperou, entre as homenagens recebidas na vida, ganhar um disco de ouro - prêmio entregue a artistas nacionais que alcançam a vendagem de 150 mil cópias de um CD. Sarney brincou, dizendo que, a partir da premiação, os presidentes das Casas do Congresso poderiam formar uma dupla sertaneja, "João e José". Em seguida, voltando ao tom solene, prometeu que ele e seu colega da Câmara atuarão em dupla com o objetivo de lutar pelos direitos dos artistas brasileiros.

"Muito pior do que roubar bens materiais é roubar bens espirituais", filosofou Sarney. Ele destacou que este foi o projeto que mais rápido tramitou no Congresso, mostrando que o combate à pirataria é uma boa causa. Para o senador, a música brasileira é um resumo de tudo que o Brasil representa: suas montanhas, praias e especialmente sua gente. O senador se disse feliz em compartilhar a vitória dos artistas e por poder contribuir com a música popular brasileira, que mostra ao mundo a identidade nacional.

Ao receber o prêmio de Sheila Mello e Sheila Carvalho, do grupo É o Tchan, Aloízio Mercadante disse que a pirataria é um crime, pois gera desemprego no país, impede o recolhimento de impostos e destrói o reconhecimento dos artistas. Ele acrescentou que essa lei vai ajudar no combate à pirataria, mas disse ser necessária, principalmente, a colaboração dos consumidores. O senador anunciou o lançamento da Frente Parlamentar de Cultura, responsável por estimular a valorização da música, do teatro e do cinema brasileiro.

O cantor Gabriel o Pensador discursou em nome dos artistas, lembrando que a pirataria causou ondas de demissões nas gravadoras e que é preciso haver maior repressão contra o crime. Ele afirmou que o consumidor precisa ter consciência do mal que faz aos artistas quando compra um CD falsificado. (Agências Brasil e Senado)

Leia também:

02/07/2003 - Punição maior

Presidente Lula sanciona nova lei de Direitos Autorais

Revista Consultor Jurídico, 2 de julho de 2003.

Revista Consultor Jurídico, 2 de julho de 2003, 16h27

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 10/07/2003.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.