Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Olho do furacão

Deputados acusados de envolvimento com Arcanjo não são afastados

O desembargador Donato Fortunato Ojeda, integrante da Câmara Especial de Férias do Tribunal de Justiça de Mato Grosso, negou liminar para afastar os deputados Humberto Bosaipo e José Geraldo Riva do exercício de suas funções na Assembléia Legislativa do Estado. Eles são acusados de envolvimento com João Arcanjo Ribeiro, que está foragido desde que foi apontado pelo Ministério Público como o chefe do crime organizado em Mato Grosso.

A liminar do TJ-MT é válida também para cinco servidores da Assembléia Legislativa.

Segundo o desembargador, "não obstante as relevantes ponderações do Ministério Público", não foi possível vislumbrar urgência e nem os pressupostos ensejadores de antecipação de tutela.

"Não me vieram transparentes quaisquer elementos de convicção para, nesta fase, acolher os almejos, eis que, a possível morosidade no deslinde da matéria, certamente não causará a perda do bom direito de quem quer que seja", afirmou Ojeda. A ação será redistribuída para julgamento de mérito.

Riva de novo

O deputado José Riva (PSDB), 43 anos, foi eleito com 21 votos para a presidência da Assembléia Legislativa de Mato Grosso. O tucano está na Mesa Diretora pela quinta vez consecutiva e concorreu em chapa única.

Revista Consultor Jurídico, 3 de fevereiro de 2003, 14h15

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 11/02/2003.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.