Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Em grande estilo

Novo presidente da OAB paulista toma posse no dia 2 de janeiro

O presidente eleito da OAB-SP, Luiz Flávio Borges D'Urso, toma posse no dia 2 de janeiro, às 14h30, no salão nobre da Seccional (Praça da Sé, nº 385, 1° andar). Eleito com 24,88% dos votos dos advogados paulistas, D'Urso teve na valorização da advocacia seu mote de campanha, evidenciado, na proposta de melhoria da qualidade do ensino jurídico e de ampliação do mercado de trabalho para os advogados, um novo projeto político-administrativo para a Ordem e uma atuação mais forte da entidade no plano legislativo.

A posse solene do novo presidente acontecerá, posteriormente, no salão nobre da Faculdade de Direito da USP, após a abertura do ano Judiciário, prevista para a primeira quarta-feira de fevereiro.

Na mesma data, também tomará posse a nova Diretoria, composta por: Márcia Regina Machado Melaré, vice-presidente; Arnor Gomes da Silva Júnior, secretário-geral; José Welington Pinto, secretário-geral adjunto; Marcos da Costa, tesoureiro. Os conselheiros federais eleitos são: Orlando Maluf Haddad, Alberto Zacharias Toron e Mauro Lucio Alonso Carneiro. A Diretoria da Caasp, que também será empossada, é integrada por Octávio Augusto Pereira de Queiroz Filho; presidente; Sidney Uliris Bortolato Alves; vice-presidente; Djalma da Silveira Allegro, secretário-geral; Edmo João Gela, secretário-geral adjunto, e Célio Luiz Bitencourt, tesoureiro.

D'Urso é criminalista e tem 43 anos É mestre e doutor em Direito Penal pela Faculdade de Direito da USP e tem especialização na área criminal pela Faculdade de Direito Castilla-La Mancha, Espanha. Foi membro do Conselho Nacional de Segurança Pública, do Ministério da Justiça, representando o Conselho Federal da OAB-SP. Por duas gestões, foi presidente do Conselho Estadual de Política Criminal e Penitenciária do Estado de São Paulo e, por quatro gestões, foi membro do Conselho Nacional de Política Criminal e Penitenciária, do Ministério da Justiça. Em 1997 e 1998 foi membro da Comissão Especial de Reforma da Lei de Execução Penal, designado pelo ministro da Justiça. No ano seguinte, foi indicado pelo Conselho Federal da OAB para compor a Comissão de Reforma da Lei de Execução Penal.

Na OAB paulista, foi diretor cultural por duas gestões -- 1998/2000 e 2001/2003 -- e implantou um número recorde de cursos, seminários e palestras. Na gestão Rubens Approbato Machado, criou e coordenou a Secretaria do Jovem Advogado, do Conselho do Jovem Advogado e do Núcleo de Desenvolvimento Acadêmico.

Foi conselheiro da OAB-SP por três gestões 95/97; 98/2000 e 2001/2003. Membro do Conselho Consultivo da Escola Nacional de Advocacia da OAB Federal, D'Urso é presidente da Associação Brasileira dos Advogados Criminalistas e da Academia Brasileira de Direito Criminal. É, também, membro efetivo do Instituto dos Advogados de São Paulo e da Associação dos Advogados de São Paulo. É conselheiro consultivo da Associação Comercial de São Paulo, da qual já foi diretor pleno e conselheiro deliberativo. Autor de vários livros, lecionou Direito Penal e Processual Penal em diversas instituições de ensino superior. (OAB-SP)

Revista Consultor Jurídico, 30 de dezembro de 2003, 17h04

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 07/01/2004.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.