Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Mão única

Eleição para OAB terá chapa única encabeçada por Busato

A chapa "Unidade Ética", encabeçada pelo advogado Roberto Antonio Busato, foi a única a se inscrever para concorrer à Presidência e Diretoria do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil. A eleição será no dia 25 de janeiro de 2004 e a posse em 1° de fevereiro. O mandato é de três anos. O prazo para inscrição de chapa acabou na quinta-feira (25/12).

O processo eleitoral para o Conselho Federal da OAB é definido pela Lei 8.906 (Estatuto da Advocacia), seu Regulamento Geral e o Provimento n° 86/97, que estabelecem o registro de chapas até 25 de dezembro, acompanhado das declarações de apoio de, no mínimo, seis Seccionais estaduais. Todos os membros dos Conselhos Seccionais terão direito a votar, mas cada Seccional da OAB corresponderá a um voto na contagem geral. A eleição ocorrerá no dia 25 de janeiro das 14h às 17h (segundo o horário oficial de Brasília). O resultado será proclamado pela Comissão Eleitoral em Brasília, presidida neste pleito pelo ex-presidente nacional da Ordem Ernando Uchoa Lima.

O candidato a presidente Roberto Antonio Busato atualmente é vice-presidente do Conselho Federal, de onde também foi diretor-tesoureiro na gestão passada.

Natural de Caçador (SC), mas radicado em Ponta Grossa (PR) desde 1961, com 49 anos é um dos mais jovens advogado a chegar à Presidência nacional da OAB. Formado pela Universidade Estadual de Ponta Grossa, onde presidiu também a Subseção da OAB local, bem como Conselheiro Estadual da OAB do Paraná. Foi eleito Conselheiro Federal por três vezes consecutivas, até chegar a Tesoureiro e Vice- Presidente da entidade. Foi também eleito Vice-Presidente da Union Ibero-Americana de Colégios y Agrupaciones de Abogados (UIBA), com sede em Madri, para a gestão 2002/2006.

Concorre a vice-presidente na chapa "Unidade Ética" o advogado Aristóteles Atheniense, de Minas Gerais, e, para os cargos de secretário-geral, o advogado Raimundo Cezar Britto Aragão, de Sergipe; de secretário-geral-adjunto, o advogado Ercílio Bezerra de Castro Filho, de Tocantins; e de Tesoureiro, o advogado Vladimir Rossi Lourenço, de Mato Grosso do Sul. Todos foram eleitos conselheiros federais em seus respectivos Estados nas últimas eleições gerais. (OAB)

Revista Consultor Jurídico, 26 de dezembro de 2003, 13h00

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 03/01/2004.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.