Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Cartão vermelho

Policiais rodoviários federais são condenados por corrupção

Os policiais rodoviários federais Flávio Cidral, de 31 anos, e Hilmário Angioletti Junior, de 29, foram condenados a prisão e multa pelo crime de corrupção passiva. A sentença foi proferida pelo juiz substituto da 1ª Vara Federal de Itajaí (SC), Zenildo Bodnar. Os condenados podem recorrer em liberdade.

Cidral foi condenado a oito anos de reclusão e ao pagamento de multa de R$ 20 mil, além da perda da função pública. Angioletti Junior, a cinco anos e quatro meses de reclusão, multa de R$ 16 mil e perda da função. Se a condenação for confirmada, a pena privativa de liberdade deve começar a ser cumprida em regime fechado.

Segundo a denúncia do Ministério Público Federal, os patrulheiros pediram R$ 100 a um motociclista para deixar de aplicar uma multa por infração de trânsito. O caso aconteceu em 16 de junho de 2001, na BR 101, perto da saída de Itajaí.

De acordo com a sentença, o motociclista estava conduzindo com excesso de velocidade e tinha a carteira de habilitação vencida a mais de dois meses. Além disso, a motocicleta estava com problemas no escapamento.

Como não tinha o dinheiro pedido pelos policiais, telefonou para sua mulher para que levasse a quantia no local. O motociclista entregou o dinheiro aos patrulheiros e recebeu de volta a motocicleta e os documentos apreendidos. Ele foi ouvido em três oportunidades -- sindicância, inquérito policial e processo judicial -- e sempre apresentou a mesma versão dos fatos.

Ainda segundo a sentença, a prática do crime de corrupção passiva também foi provada por uma testemunha que acompanhava o motociclista na ocasião. (JF-SC)

Processo nº 2002.72.08.000872-3

Revista Consultor Jurídico, 20 de dezembro de 2003, 10h24

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 28/12/2003.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.