Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Alçada pública

Juiz manda Porto Alegre indenizar por morte de menino em enxurrada

O Município de Porto Alegre foi condenado a indenizar Adriana Oliveira dos Santos em razão da morte de seu filho, Guilherme dos Santos Henzel, de 5 anos, em 1998, quando o carro em que estavam foi arrastado por uma enxurrada. Durante 11 anos, deverá ser paga pensão mensal equivalente a 2/3 do salário mínimo regional -- correspondendo ao período em que Guilherme teria de 14 a 25 anos. A sentença foi proferida pelo juiz de Direito Niwton Carpes da Silva, da 3ª Vara da Fazenda Pública.

Também foi arbitrado pagamento de 500 salários mínimos regionais por dano moral. Ainda, deverão ser ressarcidas as despesas com caixão, coroa e remoção, bem como o aluguel do túmulo, além de aquisição de jazigo perpétuo no cemitério onde está o corpo de Guilherme, arcando com a remoção do corpo. O magistrado determinou ainda que o Ministério Público recebesse cópia da decisão, para adoção de medidas cabíveis tendentes a punir os responsáveis e evitar ou minorar as conseqüências do próximo alagamento, "cujo sinistro e fatalidade é facilmente previsível, sem qualquer ação concreta e positiva pelos gestores da coisa pública."

O juiz assinalou que a questão é recorrente e já houve outras mortes no local. De acordo com o magistrado, esses fatos são suficientes para condicionar o dever de reparar, sinalizando a omissão do ente municipal, único e exclusivo responsável pelo sistema viário, de esgoto e de canais da Capital. Os dois laudos técnicos emitidos evidenciaram o subdimensionamento da rede pluvial existente naquele lugar, erros de projetos pluviais, falta de sinalização adequada e ausência de melhoramentos, obras e, inclusive, limpeza permanente e constante. (TJ-RS)

Proc. 102.916.989

Revista Consultor Jurídico, 18 de dezembro de 2003, 15h01

Comentários de leitores

1 comentário

Seria melhor se o Juiz manda-se o prefeito arca...

Rainis Lejins ()

Seria melhor se o Juiz manda-se o prefeito arcar com a indenização com o próprio bolso,pois será com impostos pagos pela população que será indenizado, isto é , se for cumprido a sentença. Porque os recursos são muitos e com certeza será usados todos e será passado para os próximos governantes.Até la é só aguardar, mas ja é o começo. Rainis-Auxiliar de enfemagem Jundiaí- SP

Comentários encerrados em 26/12/2003.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.