Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Sangue novo

Lula define nomes de três novos desembargadores do TRF-3

Por 

José Eduardo Barbosa dos Santos Neves, Marianina Galante e Vesna Kolmar. Esses são os nomes escolhidos pela Presidência da República, no fim da noite da segunda-feira (1º/12), para preencher três vagas de desembargadores federais no Tribunal Regional Federal da 3ª Região.

Os três foram escolhidos pelo critério de merecimento. Ainda há três vagas destinadas ao quinto constitucional -- duas para a OAB e uma para o Ministério Público Federal.

Neves é o titular da 18ª Vara Federal de São Paulo, Vesna é a juíza titular da 22ª e Marianina é da 11ª. A previsão é de que os nomes sejam publicados no Diário Oficial nesta quarta-feira (3/12).

Laura Diniz é repórter da revista Consultor Jurídico

Revista Consultor Jurídico, 2 de dezembro de 2003, 13h36

Comentários de leitores

4 comentários

Não conheço nenhum dos três novos Desembargador...

Antonio Fernandes Neto (Advogado Associado a Escritório - Empresarial)

Não conheço nenhum dos três novos Desembargadores, portanto, sobre eles não posso dizer nada. Entretanto, MAIS UMA VEZ, deixo aqui registrada a minha opinião de que, TODA A NOMEAÇÃO DE JUÍZ, DESEMBARGADOR OU MINISTRO DOS TRIBUNAIS SUPERIORES, FEITAS PELO EXECUTIVO, É P O L Í T I C A e visa o favorecimento do Poder Executivo. Temos como exemplo a última nomeação daquele Advogado integrante dos quadros do PT de seu Estado, para o STF, do qual nem me lembro de seu nome (foram nomeados um Desembargador de São Paulo e, me parece, um MP do Rio de Janeiro) - vez em quando assisto julgamento do STF pelo Canal da Justiça e referido ministro (assim mesmo, para mim), sempre que abre a boca demonstra toda sua incoerência, recebendo pitos de seus pares, e votando a favor do Executivo, apesar de declarar que seu entendimento é outro. Esta deve ser uma das razões que os atuais ocupantes do executivo federal(assim mesmo) e da casa civil (assim mesmo, amesquinhadinha por êle) se dizerem a favor de uma intervenção alienígena no nosso PODER JUDICIÁRIO. TENHA A SANTA PACIÊNCIA. Apesar disso, espero que os novos Desembargadores Honrem o Cargo para o qual foram guindados, esquecendo-se do por quem foram nomeados e tendo sempre consciência de seu cargo e de que ao seu nomeador nada devem. Mais. Que alguns Juízes Federais aqui de São Paulo, não se dignam a atender os advogados, isso é certo. Alguns ficam trancados em seus gabinetes e, para despacharem (muitas vezes a contra-gosto), somente o fazem através do Chefe da Secretaria. FALO COM A MINHA PRÓPRIA EXPERIÊNCIA NESSE SENTIDO, VIVIDA NO FORUM FEDERAL.

Agradecimentos ao advogado Carlos José Mercieri...

Augusto Toscano (Advogado Autônomo)

Agradecimentos ao advogado Carlos José Mercieri que não satisfeito em investir contra a I.Juiza Dra.Mariananina Galante ora nomeada para o TRF assaca contra este advogado ao suposto de que não advogado. Advogo á algumas decadas.E o faço com soberania e altivez,nunca me curvando ao Poder Judiciário,mas sim dando o respeito devido aos seus integrantes.Advogar é mais que criticar,é utilizar-se do Direito para a pratica da boa justiça. Como o Conjur não deve se prestar a querelas,fico por aqui,reiterando o apreço e o respeito aos novos Desembargadores Federais.

Sob protesto a nomeação da Juíza Marianina Gala...

Carlos José Marciéri (Advogado Autárquico)

Sob protesto a nomeação da Juíza Marianina Galante, acostumada a ficar de portas fechadas, não atendendo como deve todo funcionário público, especialmente os bem remunerados. Infeliz o comentário do Dr. Toscano, que não deve advogar. Que o TRF passe a acompanhar de perto suas decisões e sua postura. Mas se o Lula nomeou para o STF pessoas seguindo o critério racial e partidário, não era de esperal algo melhor em outros Tribunais. Com a referida ressalva, as nomeações continuam sendo políticas e não como manda a Constituição Federal.

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 10/12/2003.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.